Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Diagnóstico da floricultura no estado de Minas Gerais é tema de tese de doutorado na Ufla

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 21 Fevereiro 2006 21:00 | Última Atualização: Terça, 21 Fevereiro 2006 21:00

O diagnóstico da floricultura no estado de Minas Gerais é tema de tese de doutorado em fitotecnia, do Departamento de Agricultura, da Universidade Federal de Lavras (Ufla).

A pesquisa foi desenvolvida pelo prof. Paulo Roberto Corrêa Landgraf e orientada pela profª Patrícia Duarte de Oliveira Paiva.

A Banca Examinadora foi composta pelos professores: Renato Paiva, Rosêngela Alves Tristão Borém, Francisco Rodrigues da Cunha Neto e Káthia Fernandes Lopes Pivetta.

Minas Gerais era até então considerado o 4º estado do país em produção de flores e plantas ornamentais. Essa classificação, no entanto, é baseada em dados estimados.

O trabalho constou de levantamento de vários aspectos da produção em todo o estado, através de visitas às áreas de produção. Foram obtidos dados relativos a área plantada, espécies cultivadas, características sociais dos produtores, produtos exportados e países de destino.

Também foi identificada que a área plantada no estado é de aproximadamente 1.152 ha, o que classifica Minas Gerais em segundo lugar na produção nacional.

Segundo o estudo, as maiores áreas de cultivo são de mudas para jardim, seguido de mudas arbóreas e rosas para corte.

Minas Gerais exporta, principalmente, rosas, orquídeas, sempre viva e bulbos de lírio.

Mais informações: (35) 3829-1786

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.