Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Ufla promove simpósio sobre controle de doenças de plantas

Começou hoje, dia 21 de novembro, o VI Simpósio de Controle de Doenças de Plantas. O evento é promovido pela Universidade Federal de Lavras, através do Núcleo de Estudos em Fitopatologia (Nefit). As palestras acontecem no Salão de Convenções da Ufla e se estendem até o dia 23 de novembro. Especialistas de instituições de pesquisa de todo país estão participando do evento. O objetivo é discutir resultados recentes de pesquisas relacionadas ao manejo integrado de doenças de grandes culturas, como feijão, batata, milho e sorgo.

Na abertura do VI Simpósio de Controle de Doenças de Plantas estiveram presentes o pró-reitor de pós-graduação da Ufla, prof. Joel Augusto Muniz, neste evento representando o reitor da Ufla, prof. Antônio Nazareno Guimarães Mendes, o prof. Fábio Moreira da Silva, da pró-reitoria de extensão, o prof. Eduardo Alves, coordenador do curso de pós-graduação em Fitopatologia da Ufla, o prof. Ricardo Magela de Souza, chefe do departamento de Fitopatologia da Ufla, o prof. Mário Lúcio Vilella Resende, coordenador geral do Simpósio, o doutorando Daniel Rufino Amaral, coordenador geral do Nefit, o doutorando Jadir Borges Pinheiro, coordenador sócio-cultural do Nefit, além de professores, estudantes de graduação e pós-graduação e profissionais da área.

Os danos provocados pelas doenças sobre plantas estão entre as principais causas de diminuição de alimentos. Para as culturas do feijão, batata, milho e sorgo a ocorrência de doenças leva a um aumento nos custos de produção, diminuição na produtividade, uso de defensivos ou outras formas de manejo que podem interferir negativamente sobre o meio ambiente, a saúde dos produtores e consumidores. Novas táticas de manejo vêm sendo desenvolvidas e incorporadas ao manejo integrado de doenças destas culturas. Fazem parte destas novas táticas o desenvolvimento de novos produtos fitossanitários, mais eficientes e menos tóxicos; novas variedades capazes de conter o avanço de algumas doenças e assim aumentar sua produtividade, além de técnicas que contribuem para a diminuição do uso de defensivos. O principal objetivo da realização de um evento com esta temática é levar aos participantes informações atuais e de extrema importância através de palestras de cientistas e professores dos principais centros de pesquisa e universidades, especialistas no manejo integrado dessas culturas.

Mais informações pelo site: www.nucleoestudo.ufla.br/nefit
e-mail para contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.