Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

XII Encontro Sul Mineiro de Cafeicultura reúne produtores da região

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Segunda, 23 Outubro 2006 21:00 | Última Atualização: Segunda, 23 Outubro 2006 21:00

A Universidade Federal de Lavras e a Emater/MG promoveram nos dias 19 e 20 de outubro o XII Encontro Sul Mineiro de Cafeicultura e o VII Simpósio de Pesquisa Cafeeira do Sul de Minas. O evento teve a participação de mais de 1.000 cafeicultores de Lavras e Região, que vieram em caravanas de várias cidades, além de estudantes universitários, técnicos e pesquisadores.

Estiveram presentes na solenidade de abertura o vice-reitor da Ufla (reitor em exercício na ocasião), prof. Ricardo Pereira Reis, a prefeita de Lavras, Jussara Menicucci de Oliveira, o pró-reitor de extensão, Rubens José Guimarães, o gerente regional da Emater de Lavras, Marco Antônio Canestri, o Presidente do Conselho Nacional do Café, Maurício Miarelli, o coordenador de culturas do escritório regional da Emater de Lavras e coordenador do evento, Ednaldo José Abrahão, além de secretários municipais, empresários, chefes de departamentos e professores da Ufla, produtores rurais e estudantes.

Na ocasião foi feita uma homenagem póstuma ao professor Gui Alvarenga, recebida por seus familiares. O Prof. Gui foi um grande incentivador dessas ações extensionistas
desde sua primeira edição quando, além de professor de cafeicultura, era também o vice-reitor da Universidade Federal de Lavras. Outra homenagem foi prestada ao extensionista da Emater-MG, Edinaldo José Abrahão que coordena o evento desde sua primeira edição.

A programação contou com palestras, mostra de máquinas, equipamentos e produtos e discussões sobre o cenário atual da cafeicultura: produção, consumo, preços, perspectivas, políticas para o setor, certificação e comercialização de cafés, inovação tecnológica, entre outros assuntos de interesse do setor cafeeiro. É uma oportunidade de divulgar pesquisas e tecnologias desenvolvidas na área e apresentar os novos equipamentos disponíveis no mercado aos produtores de café.

Segundo o reitor da Ufla, professor Antônio Nazareno Guimarães Mendes, também um dos idealizadores do evento, 'o Encontro Sul Mineiro de Cafeicultura foi pioneiro e marcou o início das ações da Ufla na extensão e transferência de tecnologia em cafeicultura. Após sua primeira edição, em 1995, vieram a Expocafé, o Circuito Sul Mineiro de Cafeicultura e depois o Circuito Mineiro de Cafeicultura. Tradicionalmente é a oportunidade de recebermos cafeicultores e técnicos em nossa Instituição para discutirmos assuntos de interesse, como política cafeeira e as mais recentes tecnologias desenvolvidas para o agronegócio café. Não tenho dúvida sobre as importantes contribuições do evento em suas 12 edições, que asseguraram à cafeicultura do Sul de Minas o merecido destaque no cenário nacional, como detentora da maior produção de cafés de qualidade, inovando o conceito de sustentabilidade e permitindo ao nosso cafeicultor ser competitivo, mesmo em tempos menos favoráveis para o café, como o que atravessamos atualmente'.

O Sul de Minas é responsável pela metade da produção de café produzida no Estado, principal produtor de café do país do Brasil. Com mais de 37 mil propriedades, a região se destaca pela qualidade do produto, sendo referência na pesquisa cafeeira, especialmente através da Universidade Federal de Lavras, que sedia o Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão em Qualidade de Café (Cepecafé) e do Laboratório de Qualidade do Café, ligado ao Departamento de Ciência dos Alimentos.

O Encontro Sul Mineiro de Cafeicultura é um dos maiores encontros técnicos da cafeicultura nacional e contribui significativamente para avanços técnicos e políticos do setor, através da reunião de autoridades competentes e cafeicultores na busca de objetivos comuns para o desenvolvimento da cafeicultura: melhoria da qualidade e da produtividade do café, minimização dos custos de produção e melhoria da renda dos cafeicultores.

No VII Simpósio de Pesquisa Cafeeira do Sul de Minas, que aconteceu no dia 20, cerca de 300 técnicos de toda a região debateram com professores/pesquisadores assuntos técnicos de interesse do setor. Para o pró-reitor de extensão, professor Rubens José Guimarães, o simpósio é uma forma de ampliação de conhecimentos, alimentados por pesquisas recentes que, pela ação extensionista dos técnicos da Emater-MG, cooperativas e demais empresas, chegarão até o cafeicultor durante suas orientações e visitas técnicas. “Estão de parabéns os organizadores dos eventos que mais uma vez cumpriram o objetivo de levar soluções e tecnologia à classe produtora de café do Sul de Minas, que sustenta nossa região com emprego, renda e cidadania”, declarou.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.