Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA está entre as 200 melhores universidades no Brics & Emerging Economies Rankings 2016

Publicado: Quinta, 17 Dezembro 2015 13:20 | Última Atualização: Quinta, 03 Dezembro 2015 14:46
Rankink-brics-2016Nessa quarta-feira (2/12), foi publicado BRICS & Emerging Economies Rankings 2016 - da britânica Times Higher Education (THE) em parceria com a Elsevier, direcionado para os países que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), além de outros 43 países de economias emergentes e, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) está entre as 200 melhores universidades, na posição 185. O Brasil participa do ranking com 14 instituições públicas e privadas. No dia 30 de setembro de 2015, a UFLA passou a figurar, pela primeira vez na história da Instituição, entre o seleto grupo das melhores universidades do mundo segundo o ranking Times Higher Education (THE) 2015-2016, o mais destacado no mundo. A UFLA está entre as 17 universidades brasileiras na lista mundial, estando na posição 601-800. O ranking Brics & Emerging Economies  aplica padrões rigorosos similares ao ranking global, utilizando os mesmos indicadores de desempenho do World University Rankings, examinando os pontos fortes de cada universidade no que tange ao ensino, pesquisa, citações, investimento da indústria e perspectiva internacional. Nesse ranking específico, a metodologia foi cuidadosamente adaptada para refletir melhor as características e as prioridades de desenvolvimento das universidades em economias em desenvolvimento. Em mensagem encaminhada à UFLA, o editor do THE World University Rankings, Phil Baty destacou: “A inclusão da Universidade Federal de Lavras no Brics & Emerging Economies rankings 2016 é uma conquista significativa, já que nós classificamos apenas as melhores universidades de 48 países emergentes. Das instituições avaliadas, apenas 35 países compõe a lista final ‘top 200’”. ranking-brics-indicadoresPara o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, a inserção nesse seleto grupo é um orgulho que deve ser compartilhado e celebrado. “É certamente o resultado de muito trabalho de toda a comunidade acadêmica, além de sinalizar que estamos no caminho certo para alcançar posições ainda de mais destaque, nas próximas décadas. Estar neste ranking não é um objetivo em si, mas o reconhecimento público de que estamos seguindo a critérios e métricas estipuladas pela academia internacional”, considerou, reforçando: “Temos muito orgulho de fazer parte de um time que faz da UFLA uma instituição cada vez mais qualificada e reconhecida”. Avaliando o desempenho no ranking, o diretor de Relações Internacionais, professor Antonio Chalfun Júnior e o coordenador do Programa de Internacionalização, professor João José Marques, destacam a UFLA em diferentes aspectos, sobretudo, por estar no seleto grupo das melhores instituições de ensino superior do País. Na UFLA, o pilar mais bem conceituado continua sendo o de Ensino, na 77ª posição, seguido da pesquisa, na 89ª posição. Embora tenha um número significativo de publicações científicas, o ponto que ainda deve ser mais trabalhado se refere ao número de citações internacionais. Outro desafio da Instituição é ampliar a presença de professores e estudantes estrangeiros no câmpus. Confira a UFLA no ranking Outro destaque Em julho, A UFLA foi ranqueada por outro importante ranking internacional - QS University Ranking Brics – realizado pela organização britânica de pesquisa em educação Quacquarelli Symonds. Também foram classificadas as 200 melhores universidades dos países do Brics e a UFLA foi classificada na posição 111-120. O ranking avaliou mais de 500 universidades dos cinco países que compõem o bloco, utilizando oito indicadores: reputação acadêmica, reputação entre empregadores, proporção entre professores e estudantes, percentual de professores com doutorado, publicações por professor, citações em artigos científicos, quantidade de professores e estudantes estrangeiros.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.