Ir direto para menu de acessibilidade.
Campo Futuro

CIM/UFLA comemora 11 anos de atuação no Projeto Campo Futuro

Escrito por DCOM | Publicado: Segunda, 08 Outubro 2018 13:02 | Última Atualização: Segunda, 08 Outubro 2018 13:04 | Acessos: 406
Gentileza solicitar descrição da imagem

Cerca de 27 mil quilômetros percorridos, 290 pessoas envolvidas, 25 painéis de levantamento de custos de produção, 25 boletins gerados, 25 cidades e 9 estados visitados. Esse é o saldo de 2018 do projeto Campo Futuro, uma realização da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com o Centro de Inteligência em Mercados (CIM) da Universidade Federal de Lavras (UFLA).  

A iniciativa alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para a administração de custos, riscos de preços e gerenciamento da produção. “Trata-se da maior base de dados de custos de produção do Brasil, dando subsídio para que milhares de produtores possam tomar decisões mais assertivas em seus negócios”, ressaltou o coordenador do projeto no CIM/UFLA, Heitor Parreiras.  

A parceria entre CNA/Senar e CIM/UFLA teve início no ano de 2007 com o levantamento de custos de café. A partir de 2010, a fruticultura tornou-se outro objeto de estudo. Em 2017, as hortaliças também passaram a integrar as competências do projeto na universidade. Ao longo de 11 anos, foram 195 painéis realizados em 14 diferentes estados, além do Distrito Federal. Hoje, 20 diferentes agronegócios são trabalhados pelo CIM: café, 11 frutíferas e 8 hortículas. O levantamento das informações é realizado por meio de painéis que ocorrem nas principais regiões produtoras de cada produto, em municípios com significativa participação na produção nacional.

O painel consiste em uma reunião técnica in loco, com a presença de produtores, representantes dos sindicatos rurais, técnicos de federações e da CNA, entre outros, para a definição de uma propriedade modal na região e o levantamento de dados. A partir da coleta, são elaboradas análises mensais acerca dos dados trabalhados no ano corrente. O material é divulgado no site da CNA por meio do endereço eletrônico: https://www.cnabrasil.org.br/publicacoes/?instituicao=cna&tipo-conteudo=boletins).  

Outra contribuição do Campo Futuro passa pelo subsídio à formulação de políticas públicas voltadas ao agronegócio, servindo de base para a elaboração de projetos e propostas de abrangência nacional. Segundo o coordenador geral do CIM/UFLA, professor Luiz Gonzaga de Castro Júnior, o projeto constitui-se, também, em uma fonte de dados que contribui, de forma efetiva, para a aproximação da academia com a realidade do mercado. “Como consequência, cito a geração de monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado e artigos.

Até o momento, foram desenvolvidas, no âmbito do projeto Campo Futuro, cerca de 60 publicações científicas”, contabilizou. Ao final de cada ano (desde 2015), um livro de resultados do projeto é elaborado, em conjunto com os centros de pesquisa ligados ao projeto em todo o Brasil, com lançamento no Seminário Nacional do Campo Futuro, em Brasília/DF. Este ano, o evento ocorrerá em 24 de outubro e contará com nova publicação.  

Ascom InovaCafé 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.