Ir direto para menu de acessibilidade.
ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

II Encontro Regional do Fonaprace abordou depressão e suicídio nas universidades

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Sexta, 21 Setembro 2018 17:38 | Última Atualização: Sexta, 21 Setembro 2018 17:48 | Acessos: 984
Gentileza solicitar descrição da imagem
A coordenadora de Saúde da UFLA, professora Kátia Poles

A depressão e o suicídio nas universidades foram debatidos na manhã desta quinta-feira (20/9) por pró-reitores e demais profissionais da área de Assistência Estudantil participantes do II Encontro Regional Sudeste do Fonaprace, realizado no Salão de Convenções da UFLA. Os temas são o cerne da campanha Setembro Amarelo, que mobiliza países de todo o mundo durante o mês de setembro.

A mesa temática do Fonaprace incluiu as apresentações da coordenadora de Saúde da UFLA, professora Kátia Poles, e do diretor da Divisão de Saúde da UFRJ, psicólogo Leonardo Velasco. Os palestrantes abordaram questões relacionadas à saúde mental e apresentaram um breve panorama sobre a atuação de suas respectivas universidades. As atividades foram moderadas pela pró-reitora de Assuntos Estudantis e Comunitários da UFLA, professora Ana Paula Piovesan Melchiori.

A professora Kátia Poles ressaltou que, embora os transtornos mentais acometam a sociedade como um todo, fatores envolvidos com o ingresso na universidade – a distância da família, a adaptação a uma nova cidade, as expectativas sobre o futuro profissional, dentre outros - contribuem para a alta incidência da depressão e do suicídio entre graduandos e pós-graduandos. As exigências de produtividade acadêmica também tornam os docentes um público propenso a problemas de saúde mental.

Diante desse quadro, Kátia afirmou que o grande desafio é tratar a questão de forma coletiva. “Precisamos entender que o sofrimento é de todos. Na UFLA, estamos elaborando projetos para criar espaços coletivos de abordagem.” Até o momento, a Coordenadoria de Saúde vem realizando palestras voltadas para os segmentos docentes e discentes, bem como atendimentos individualizados. A equipe é composta por 3 psicólogos e 1 psiquiatra.

fopaprace2

Na UFRJ, a Divisão de Saúde, também formada por 3 psicólogos, está se reestruturando para retirar a ênfase do modelo biomédico assistencial, em prol de uma estratégia de promoção à saúde. De acordo com Leonardo Velasco, o objetivo é desenvolver ações voltadas para a criação de condições de vida e ambientes propícios à saúde mental. O modelo de atenção adotado é baseado na qualificação da escuta, no qual o estudante deve ter espaço para expor seus problemas. “Não podemos apostar no tratamento em primeiro plano”, afirmou.

 

II Encontro Regional Fonaprace Sudeste

A segunda edição do Encontro Regional Fonaprace Sudeste foi sediada pela primeira vez na UFLA, no período de 19/9 a 21/9. O evento é uma realização do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace), órgão assessor da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). O público é composto por pró-reitores, decanos, coordenadores, chefes de departamentos e entidades estudantis, além de membros da comunidade acadêmica interessados no tema.

Leia mais na notícia Cerca de 150 pessoas participam na UFLA do Encontro Regional Sudeste do Fonaprace.

Setembro Amarelo

O mês de setembro é anualmente marcado por uma campanha mundial de prevenção e combate ao suicídio, considerado a principal causa de morte violenta no mundo, responsável por 11,4 óbitos para cada 100 mil habitantes.

A UFLA aderiu à campanha com a realização de uma série de ações ao longo do mês. Saiba mais na notícia Setembro Amarelo: UFLA realiza campanha de prevenção ao suicídio.