Ir direto para menu de acessibilidade.
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Agência Zetta-UFLA lança, no Dia Mundial do Meio Ambiente, Licenciamento Digital nos Estados do Amapá e Amazonas

Escrito por Gláucia Mendes | Publicado: Quinta, 04 Junho 2020 15:09 | Última Atualização: Sexta, 05 Junho 2020 13:27 | Acessos: 1054
Gentileza solicitar descrição da imagem
O Licenciamento Digital reúne um conjunto de soluções de licenciamento, monitoramento e fiscalização

A Agência UFLA de Inovação em Geotecnologia e Sistemas Inteligentes (Zetta-UFLA) lança, nesta sexta-feira (5/6), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Licenciamento Digital, nos Estados do Amapá e do Amazonas. A tecnologia será implantada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Amapá (SEMA) e entrará na segunda fase de implantação pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM).

O Licenciamento Digital apresenta um conjunto de soluções de monitoramento, licenciamento e fiscalização ambiental, que proporcionam mais segurança, agilidade e organização ao procedimento administrativo de licenciamento ambiental. A tecnologia contribui com o meio ambiente, ao aumentar a proteção contra crimes ambientais por meio de uma rigorosa fiscalização; também inclui recursos que facilitam a vida dos empreendedores, ao agilizar o processo de certificação ambiental, considerado indispensável para a comercialização de certos produtos.

O vice-reitor da UFLA e professor de Ciências Florestais, José Roberto Soares Scolforo, enfatiza que “é um orgulho imenso exportar tecnologias geradas em grupo para outros estados da federação, contribuindo com o desenvolvimento do País, por meio de soluções que buscam a harmonia entre produção e meio ambiente, pois é desse equilíbrio que o ser humano precisa para promover um desenvolvimento sustentável”.

A tecnologia foi desenvolvida, inicialmente, para atender a uma solicitação do estado do Pará, realizada em 2016. Em 2018, um acordo de cooperalicenciamento digital2ção técnica entre o Pará e o estado da Amazonas permitiu que o conjunto de soluções tecnológicas fosse levado ao estado vizinho, com adaptações às necessidades e à realidade do Amazonas. Agora, o projeto de licenciamento digital está na primeira fase de implantação no estado do Amapá e, em breve, será adotado também no Mato Grosso do Sul.

A gerente de projetos de tecnologia da informação da Zetta, Fernanda Possato, reforça que o principal objetivo é aliar crescimento econômico e sustentabilidade, em um sistema ao mesmo tempo robusto e de fácil manuseio. “Criamos uma interface amigável e simples, com um conjunto de soluções tecnológicas para facilitar a solicitação de licença ambiental. Essas soluções contêm ferramentas de geoprocessamento que tornam o processo bem mais simples de ser realizado no estado como um todo”, afirma.

 

Agilidade nos processos

O sistema pode ser acessado de qualquer computador e permite o acompanhamento, pelo usuário, do processo de licenciamento ambiental em tempo real junto ao órgão competente, por meio da rastreabilidade, como explica o Product Owner da Zetta, Edney Pereira. “O órgão pode informar, por exemplo, qual documentação está faltando e, com todos os dados em mãos, o usuário pode emitir pelo próprio sistema a licença da atividade que vai exercer.”

As soluções de fiscalização e monitoramento também são diferenciais do Licenciamento Digital. “Os sistemas modernizam e possibilitam a digitalização dos processos de fiscalização, permitindo ao técnico realizar suas fiscalizações de campo de forma digital via sistema, mesmo sem internet. Além disso, os processos são automatizados para garantir a eficiência e a economicidade das ações de fiscalização”, ressalta Gustavo Melo, Product Owner da Zetta.


Com informações de divulgação da Zetta-UFLA