Ir direto para menu de acessibilidade.
INOVAÇÃO

Mapa lança Portal do Observatório da Agropecuária Brasileira, desenvolvido em parceria com a UFLA

Escrito por Ana Eliza Alvim e Claudinei Rezende | Publicado: Quarta, 26 Mai 2021 13:22 | Última Atualização: Quarta, 26 Mai 2021 13:44 | Acessos: 1850

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou o Portal do Observatório da Agropecuária Brasileira, por meio de evento on-line realizado nessa terça-feira (25/5). A Universidade Federal de Lavras (UFLA) foi responsável pelo desenvolvimento operacional do Portal; contribuiu também na análise dos dados que integram as plataformas e participou da jornada de inovação que levou à concepção do projeto.

Assim como outras instituições ligadas ao setor agropecuário que atuaram na iniciativa, a UFLA participou da cerimônia de lançamento. O reitor da Universidade, professor João Chysostomo de Rezende Júnior, ressaltou que as universidades públicas constituem um patrimônio do povo brasileiro e auxiliam a resolver os problemas do País, por meio da ciência. O reitor parabenizou o Mapa pela iniciativa, à ministra Tereza Cristina, à Agência UFLA de Inovação em Geotecnologias e Sistemas Inteligentes no Agronegócio (Zetta) e aos docentes e técnicos administrativos da Universidade por mais essa contribuição à sociedade.

Com todo o conjunto de dados disponíveis por meio do Portal, a intenção é evitar o desconhecimento sobre a agricultura brasileira, permitir o acompanhamento de políticas públicas agropecuárias e embasar as tomadas de decisão por parte de atores dos setores público, privado, terceiro setor e sociedade.  A ministra Tereza Cristina afirmou que espera que os estudantes, os professores, os pesquisadores, os parlamentares, os agricultores e todos os brasileiros possam usufruir dessa ferramenta. “Nós precisávamos de informações atualizadas e dados consistentes para a tomada de decisão. O mundo hoje é muito rápido; não adianta ter dados, acumular informações e não saber como analisá-las, não saber como cruzá-las. O Brasil precisava desse Observatório”.

O lançamento também contou com a presença e com as falas do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (Fpa), deputado Federal Sérgio Souza; do coordenador-geral de Informações Estratégicas do Mapa, Raimundo Deusdará Filho; do secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa, Fernando Camargo; do presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), João Martins; do secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Sérgio Freitas de Almeida e do secretário-executivo do Mapa, Marcos Montes.

Sobre o Portal

Tela do Portal, com consulta sobre área plantada de café

A nova plataforma é responsável por unir dados do setor agropecuário brasileiro, antes dispersos por diferentes fontes, o que torna o serviço uma  inovação na consolidação de informações. Congrega mais de 200 bases de dados. O Portal possibilita e fortalece a gestão, integração, acesso e monitoramento de informações de um dos principais setores comerciais do Brasil, colaborando para o levantamento rápido de informações.

Por exemplo, quem tem interesse em informações sobre café, pode navegar pelo portal e selecionar o produto. Assim vai ter acesso aos números de área plantada, produção, produtividade, preços, custos de produção, estoques públicos e outras informações. Também é possível visualizar algumas dessas informações de forma geoespacial, ou seja, observar no mapa do Brasil, por exemplo, os níveis de produtividade em diferentes regiões geográficas.

O Portal, possui, portanto, duas plataformas de navegação, uma estatística e outra geoespacial, organizadas em painéis temáticos. A plataforma estatística disponibiliza dados numéricos, representações gráficas, informações estruturadas com filtros por período e estratificações em nível nacional, estadual e municipal espacial. Os painéis temáticos disponíveis trazem informações sobre áreas de agropecuária sustentável e meio ambiente; aquicultura e pesca; crédito rural; produtos agrícolas; Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc); e solos brasileiros. Há previsão de que outras temáticas sejam disponibilizadas em breve.

O Observatório promove também a integração de dados territoriais que podem ser visualizados e combinados de acordo com a necessidade de interpretação dos usuários. Dessa forma, qualquer usuário pode fazer a gestão de diferentes camadas de informação e aprofundar seus cruzamentos.

O coordenador do projeto na UFLA, professor Paulo Henrique Leme, explica que além da primeira etapa, em que a UFLA participou da concepção do Portal e da análise dados, responsabilizando-se pela execução da plataforma, agora as equipes da Instituição trabalham no aperfeiçoamento e implementação dos novos painéis e irão desenvolver projetos de inteligência de dados, gerando pesquisa e inovação a partir da Plataforma. Desde maio de 2020 o projeto está em desenvolvimento na UFLA. Participam desse processo a equipe da Agência UFLA de Inovação (Zetta) e o Centro de Estudos em Mercado e Tecnologias no Agronegócio (Agritech UFLA), ligado à Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (FCSA).