Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA sedia evento mundial sobre produção e estabelecimento de plantas micropropagadas – pela primeira vez no Hemisfério Sul

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 02 Mai 2017 15:09 | Última Atualização: Segunda, 24 Abril 2017 09:21
[caption id="attachment_129729" align="alignleft" width="197"] Professor Renato Paiva, do Departamento de Biologia, (DBI/UFLA), membro do comitê organizador do Simpósio[/caption] O Simpósio Internacional de Produção e Estabelecimento de Plantas Micropropagadas, pela primeira vez no Hemisfério Sul, está sendo realizado na Universidade Federal de Lavras (UFLA). A abertura ocorreu nesta segunda-feira (24/4) no Salão de Convenções. Pesquisadores de 25 países, de todos os continentes, contemplam o evento, que ocorrerá até sexta-feira (28/4). Nestes dias, serão realizadas apresentações sobre micropropagação de plantas tropicais e novas técnicas de reprodução in vitro. Toda a programação será na língua inglesa. O evento que ocorre a cada dois anos, já foi realizado na Europa, Ásia e América do Norte. A indicação do local é feita por meio de votação entre os participantes. “A escolha pelo Brasil, ocorreu na última edição, na Itália. Representando o País, decidiram que seria na UFLA, devido a sua grande potencialidade”, afirmou o professor Renato Paiva, do Departamento de Biologia, (DBI/UFLA), membro do comitê organizador. [caption id="attachment_129730" align="alignright" width="210"] Professor Luiz Roberto Guimarães Guilherme, do Departamento de Ciência dos Solos (DCS/UFLA)[/caption] Após a abertura, o professor Luiz Roberto Guimarães Guilherme, do Departamento de Ciência dos Solos (DCS/UFLA), ministrou uma palestra sobre desafios e oportunidades para uma agricultura sustentável no Brasil. Na ocasião, o professor apresentou as potencialidades da agricultura brasileira, assim como, mostrou toda a história de conquista e superação, com inúmeros avanços. “Essa é a atividade mais importante do Brasil. São 23 anos superando crises e se mantendo forte. É necessário mostrar tudo o que já ocorreu e todos os avanços que estão por vir, sempre de maneira sustentável”, destacou. A programação conta ainda com prelecionistas do Brasil, Itália, Arábia Saudita, Portugal e Itália. Também há duas visitas técnicas. No dia 27, os participantes conhecerão os processos da Multiplanta Tecnologia Vegetal, grande biofábrica brasileira sediada em Andradas (MG). Já no dia 28, visitarão a Fazenda Capetinga, em Três Pontas. O PEMP Brazil é realizado pela Sociedade Internacional de Ciências Hortícolas  (ISHS, sigla em inglês) e UFLA. Mais informações podem ser obtidas em: www.pempbrazil.com.   ISHS A ISHS é uma sociedade científica que objetiva promover e incentivar pesquisas e ações educativas em todas as áreas da horticultura, visando à transferência desse conhecimento em nível mundial por meio da realização de simpósios, congressos e publicações científicas. Atualmente, a ISHS constitui-se por uma rede de quase 6 mil membros ativos e 53 mil pessoas, sendo, por isso, considerada uma das maiores fontes de informações de pesquisas em horticultura. Sua sede fica na cidade de Leuven (Bélgica). Propagação In Vitro A propagação in vitro de plantas, chamada também de micropropagação, é uma técnica para propagar plantas sob condições adequadas de assepsia, nutrição e fatores ambientais, em tubos de ensaio ou similares. Essa técnica apresenta importantes aplicações na ciência básica e áreas florestal e agrícola, devido a possibilidades de clonagem de vegetais, melhoramento genético e produção de mudas. Camila Caetano - jornalista, bolsista Dcom/Fapemig.