Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Inbatec/UFLA promove a primeira graduação de empresas na Instituição

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Segunda, 17 Outubro 2016 06:18 | Última Atualização: Terça, 04 Outubro 2016 15:00
image025A produção científica e tecnológica gerada pela universidade pública deve chegar à sociedade. Umas das vias pelas quais esse processo ocorre é pelo incentivo à geração de novos negócios - especialmente os inovadores - que promovam renda, desenvolvimento para o País e perspectivas sociais positivas. Na última sexta-feira (30/10), a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Federal de Lavras (Inbatec/UFLA) completou um ciclo importante nessa promoção do empreendedorismo e da cultura de inovação: realizou a primeira cerimônia da instituição para graduação de empresas incubadas. As empresas Agrofitness, AnimalNutri, Hidrofoco, Mitah Tchnologies e Tbit foram consideradas aptas a manter seus negócios no mercado e receberam oficialmente essa distinção. Elas atuam nas áreas de biotecnologia, agronegócio, recursos hídricos e tecnologia da informação. A solenidade foi realizada no Salão de Convenções, conduzida pelo reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo, acompanhado pela vice-reitora, professora Édila Vilela de Resende Von Pinho; pelo pró-reitor de Extensão e Cultura, professor João José Granate de Sá e Melo Marques; pelo pró-reitor de Pesquisa, professor Teodorico de Castro Ramalho; pelo coordenador da Inbatec, professor Luiz Gonzaga de Castro Júnior; e pelos convidados de honra, professores José Maria de Lima e Wilson Magela Gonçalves. Durante a cerimônia, o reitor enfatizou a importância da incubação de empresas para a promoção da cultura do empreendedorismo, em um movimento que incentiva pesquisadores a se tornarem empreendedores, e que promove a geração de produtos a partir da pesquisa e da inovação. “É um compromisso da universidade pública transformar parte do conhecimento produzido em produtos que possam trazer boas perspectivas para a economia e a sociedade”. Scolforo lembrou o histórico das ações que culminaram com a revitalização da Incubadora, a partir do Programa de Incentivo à Inovação (PII), da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), para o qual a UFLA foi escolhida como instituição piloto, para implantação no Estado. “O ápice daquele investimento inicial está hoje aqui, com essas empresas ingressando no mercado”. [caption id="attachment_124245" align="alignleft" width="249"]image046 Representantes da UFLA e das empresas graduadas.[/caption] A previsão, segundo anunciado no evento, é de que em abril de 2017 a UFLA, em parceria com a Fapemig, lance novo edital de incentivo à inovação, com aporte de recursos para uma seleção de propostas destinadas a materializar em produtos os conteúdos dos trabalhos científicos. Outro edital que já pode começar a mobilizar a comunidade acadêmica para preparação de projetos é aquele destinado a apoiar a operacionalização de 150 startups (com recursos de cerca de 200 dólares por proposta). Professor Gonzaga, ao parabenizar as empresas graduadas, também falou de projetos em andamento que promoverão novas ações para o ambiente de empreendedorismo na UFLA, como a possibilidade de outras formas de incubação e pré-incubação, a estruturação de espaços de coworking e o incentivo às transferências de tecnologia. O trabalho e a dedicação das equipes que estiveram envolvidas no processo de incubação ao longo do tempo foram lembrados por ele e pelo professor João José, que parabenizou a todos. A mudança recente na estrutura organizacional , que transferiu a Inbatec da Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) para a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), foi citada pelo professor José Maria como uma decisão acertada, que poderá enriquecer as relações com a sociedade. Já o professor Magela ressaltou a contribuição dos profissionais que participaram de todo o processo, no passado e no presente, e mencionou indicadores que demonstram a evolução da UFLA na produção científica. Ele enfatizou a necessidade de a instituição estar atenta a todas as possibilidades de inovação, mesmo às ideias que, em um primeiro momento, possam estar incipientes . "É preciso olhar com carinho para tudo que pode se transformar em grandes projetos no futuro". A cerimônia foi realizada durante atividades de encerramento dos Congressos da UFLA (Conex, Ciufla e Congresso da Pós-Graduação). Saiba mais sobre as primeiras empresas graduadas pela UFLA
  • Agrofitness: atua na área agrícola, oferecendo opções de cultivos sustentáveis para o produtor rural. Produz e distribui insumos agrícolas desenvolvidos a partir de extratos de vegetais que atuam no combate preventivo a doenças em cultivos comerciais, sem prejuízos ao homem e ao meio ambiente. Realiza, também, consultoria industrial e comercial relativas à produtividade agrícola.
  • AnimalNutri: empresa de biotecnologia e agronegócio composta por pesquisadores e consultores da área de nutrição e saúde animal. Possui como diferencial sua adaptação frente à necessidade de informação específica visando à total aplicabilidade por meio de conceitos inovadores como marketing científico – ferramenta desenvolvida através de ciências exatas – e o desenvolvimento de produtos através da inteligência tecnológica.
  • Hidrofoco:empresa de gestão de recursos hídricos utilizados em irrigação e drenagem. Durante o processo de incubação, cooperou com várias empresas e instituições de pesquisa, visando não só a negociação, mas também o desenvolvimento de produtos e serviços.
  • Mitah Technologies:empresa de tecnologia da informação, que atua com pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de tecnologia da informação, sobretudo em produtos e serviços de rastreabilidade. Busca ser a ligação entre o conhecimento e a tecnologia que promovam a sustentabilidade dos clientes. Possui parcerias com órgãos de fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação.
  • Tbit:atua no desenvolvimento de produtos e sistemas inovadores voltados para o agronegócio.  É constituída por uma equipe multidisciplinar de profissionais e parceira de várias instituições de pesquisa e empresas
Sobre a incubação de empresas Empresas incubadas são selecionadas por meio de editais específicos. Geralmente concorrem aqueles empreendedores que possuem um projeto inovador e desejam abrir sua empresa. Por meio da incubadora, a nova empresa é amparada por uma estrutura que favorece sua preparação para ser competitiva no mercado. Espaço físico, capacitações, orientações gerenciais, acesso a infraestruturas de pesquisas e a redes de contato são alguns dos itens que a incubadora pode oferecer, em melhores condições, para aumentar as chances de sobrevivência das empresas. Durante um determinado período, as empresas desenvolvem-se sob esses cuidados, para que, ao final do tempo de incubação, sejam avaliadas e graduadas.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.