Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Degustadores de café de quatro países visitaram a UFLA na terça (11/10)

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quinta, 20 Outubro 2016 09:19 | Última Atualização: Segunda, 17 Outubro 2016 11:56
image010 Degustadores de café vindos dos Estados Unidos, Alemanha, Itália e Suiça fizeram uma vista à Universidade Federal de Lavras (UFLA) durante o período em que estiveram no Brasil atuando no “3º Concurso de Qualidade de Café da Agricultura Familiar” - o "Força Café" . O concurso foi organizado pela Fundação Neumann Brasil (HRNS Brasil), por meio de um projeto regional que abrange 25 municípios do Sul e Leste do Estado de Minas Gerais. Na UFLA, o grupo passou inicialmente pela Cafeteria Escola – CafEsal* – no Centro de Convivência. Os visitantes puderam degustar o café produzido pela Universidade, obter informações sobre a tradição de ensino, pesquisa e extensão da insituição com a cafeicultura, além de ter acesso a publicações científicas da área. Eles foram recebidos pela gestora em Inovação do Café, barista e responsável pelo projeto, Helga Andrade. [caption id="attachment_124652" align="alignleft" width="249"]image030 Na Cafesal, Eduard Kaufmann, que atua na rede de cafeterias Joe Coffee Company, nos Estados Unidos, mostrou sua habilidade no preparo da bebida.[/caption] Outro ponto de visita foi o Laboratório de Processamento de Produtos Agrícolas, no Departamento de Engenharia (DEG).  O professor Flávio Meira Borém apresentou o laboratório ao grupo e mencionou as ações de ensino e pesquisa realizadas ao longo dos anos na UFLA. Para a chefe do Departamento de Qualidade de Café Comercial do NKG de Zug, da Suíça, a experiência de conhecer a UFLA foi positiva. “Ter todo esse conhecimento disponível para os alunos é realmente muito importante. É um trabalho que trará reflexos para a sociedade, para a economia, para a melhoria da qualidade do café que é produzido e, claro, com impacto positivo no dia a dia dos produtores. O Brasil é provavelmente o único país que tem esse tipo de conhecimento específico sobre café e que investe tempo e recursos em estudos. É muito bom, porque traz benefícios não só para o próprio País, como também para muitos outros países.” [caption id="attachment_124653" align="alignleft" width="249"]image044 A equipe da HRNS Brasil acompanhou os degustadores em visita à UFLA. No Laboratório de Processamento de Produtos Agrícolas.[/caption] Sobre o “3º Concurso de Qualidade de Café da Agricultura Familiar” - Força Café O concurso foi promovido pela Fundação Neumann Brasil como parte de seu “Projeto Regional”. Cafeicultores do Circuito das Águas, Mar de Minas,  Campos das Vertentes e Matas de Minas enviaram amostras para participação no evento, realizado no período de 10/10 a 14/10. Além das atividades de avaliação das amostras, os degustadores, conduzidos pela equipe da Fundação Neumann Brasil, fizeram visitas a propriedades rurais, cooperativas e outras instituições ligadas à cafeicultura, para que pudessem conhecer a realidade da atividade no Brasil. O diretor técnico da Fundação Neumann Brasil, Max Ochoa, explica o objetivo de fazer com que os visitantes conheçam o contexto de produção do café brasileiro: “É uma oportunidade para que eles percebam a cafeicultura além dos grandes empreendimentos, contemplando a produção dos agricultores familiares, que também deve ser valorizada”. Para realização do concurso, a Fundação Neumann Brasil teve o apoio da Stockler Comercial e Exportadora LTDA. A HRNS Brasil atua no Brasil desde 2007. A proposta da entidade, que não possui fins lucrativos, é promover iniciativas que melhorem os meios de subsistência dos agricultores familiares de café, desenvolvendo capacidades de inovação/adaptação e organização  empresarial, de forma a contribuir para a sustentabilidade das atividades. O “Projeto Regional”, que dá origem ao Concurso de Qualidade de Café da Agricultura Familiar "Força Café", é uma das ações em curso, desenvolvida com apoio do Fundo Multilateral de Investimentos (FUMIN) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do setor privado, através da International Coffee Partners (ICP), da Fondazione Giuseppe e Pericle Lavazza Onlus, da Tim Hortons, da S&D e da Iniciativa Café & Clima. *O nome CafEsal é uma homenagem à antiga Escola Agrícola de Lavras (ESAL), hoje UFLA.
Texto organizado com a contribuição da Fundação Neumann.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.