Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Medicina da UFLA está entre os melhores cursos do programa Mais Médicos

Publicado: Quarta, 26 Outubro 2016 08:39 | Última Atualização: Terça, 18 Outubro 2016 11:55
[caption id="attachment_124705" align="alignleft" width="249"]Professores e estudantes da Medicina UFLA durante o Cobem Professores e estudantes da Medicina UFLA durante o Cobem[/caption]

A UFLA foi uma das instituições convidadas para apresentar a experiência de implantação do curso no Congresso Brasileiro de Educação Médica (Cobem)

O Programa Mais Médicos (PMM) é parte de um amplo esforço do Governo Federal para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Integram o Programa um plano de expansão da graduação e da residência médica, além de importantes mudanças no modo de formar médicos e especialistas. O curso de Medicina da Universidade Federal de Lavras (UFLA) faz parte dessa iniciativa e o êxito de seu desempenho acaba de ser confirmado durante o 54º Congresso Brasileiro de Educação Médica (Cobem), realizado de 12 a 15 de outubro, em Brasília. ­­­­­ A UFLA foi uma das instituições convidadas para apresentar a experiência de implantação do curso no maior evento organizado pela Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), no painel – Experiências Exitosas de Novas Escolas Médicas. A Medicina da UFLA foi uma das quatro escolas médicas destacadas, contemplando as novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) e as diretrizes do Programa Nacional de Expansão das Escolas Médicas. A apresentação foi feita pela professora Joziana Barçante, presidente da Comissão de Implantação do curso de Medicina da UFLA, que destacou o orgulho de verificar que os caminhos escolhidos pelo grupo para a implantação têm resultado em ótimo desempenho. “O interessante foi receber a avaliação positiva no mais importante fórum de discussão sobre o ensino da Medicina, onde estavam reunidos coordenadores, professores, preceptores, estudantes e profissionais da saúde”, considerou. medicinadEntre os pontos destacados com relação à Medicina da UFLA, o modelo de mentoria adotado, que contempla um acompanhamento individual e coletivo dos estudantes foi amplamente elogiado. Esse atendimento inclui o cuidado com os estudantes em diferentes aspectos, indo além do desenvolvimento acadêmico, mais atento ao desenvolvimento ético, moral e social, assim como os medos e ansiedades dos estudantes em um curso novo. De acordo com Joziana, a infraestrutura do curso também foi apontada como perfeitamente capaz de atender às demandas pedagógicas dos alunos, muitas vezes além do que era esperado para um curso novo. Nesse ponto, foi enfatizada a capacidade da UFLA de inovar frente aos desafios. Na ausência de estruturas - em construção, os estudantes se beneficiam de convênios e parcerias importantes para a formação. Os estágios na comunidade também foram apontados como diferenciais importantes do curso. A interação dos estudantes em instituições de saúde e acolhimento, desde o primeiro período do curso, tem sido fundamental para o desenvolvimento acadêmico, permitindo uma vivência da realidade do sistema público de saúde e a formação de vínculos com a comunidade de seu entorno. [caption id="attachment_124588" align="alignleft" width="249"]Estágios na comunidade: um dos diferenciais do curso da UFLA desde o primeiro período Estágios na comunidade: um dos diferenciais do curso da UFLA desde o primeiro período[/caption] Mais um ponto destacado foi a preocupação da UFLA na preparação do corpo docente. O Departamento de Ciências da Saúde (DSA) oferece um curso voltado para a capacitação dos professores em Metodologias Ativas, que tem sido fundamental para a adoção de novas metodologias de ensino, preconizadas pelo Ministério da Educação (MEC), para os cursos em fase de implantação. Em seu terceiro módulo, o curso é coordenado pela professora Miriam Monteiro de Castro Graciano, médica e filósofa, com doutorado em medicina preventiva e experiência na área de saúde coletiva, com ênfase na educação médica. Ainda durante a apresentação, entre as dificuldades apontadas pela coordenadora do curso, está a necessidade premente de liberação de novos códigos de vagas para docentes e técnicos administrativos, já pactuados com o MEC, para que sejam realizados os concurso e treinamentos adequados à manutenção da qualidade do curso. Para o coordenador do curso de Medicina da UFLA, professor Vitor Luís Tenório Mati, o reconhecimento é mais um estímulo para continuar trabalhando bastante, buscando sempre a excelência. "A jornada é longa e árdua, temos tido muito apoio, e já estamos colhendo bons frutos", reforçou. Avaliação técnica [caption id="attachment_124717" align="alignright" width="249"]professora Miriam Monteiro Graciano, durante apresentação no congresso. Na UFLA, ela é responsável pelo curso de capacitação em Metodologias Ativas Professora Miriam Monteiro Graciano, durante apresentação no congresso. Na UFLA, ela é responsável pelo curso de capacitação em Metodologias Ativas[/caption] De acordo com o professor Henry Campos, coordenador da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas (Camem) e atual reitor da Universidade Federal do ceará (UFC), a UFLA tem se mostrado “heroica” nesse processo de implantação do curso, conseguindo demonstrar que é possível implantar um curso de qualidade em universidades do interior. Segundo suas palavras, a UFLA pode ser vista como modelo de instituição e sucesso. Durante o debate, foi apontada a importância de equipes multiprofissionais na formação do médico. E também a importância da pós-graduação no processo de formação dos profissionais médicos não titulados. Além da posição de destaque no evento, como instituição reconhecida pelo êxito durante a implantação do curso, a UFLA foi destaque por ter oito trabalhos apresentados no evento. Sendo, três deles, selecionados para apresentação oral, pela excelente qualidade técnica. Cinco estudantes e três docentes da instituição estiveram presentes no evento. medicina7 [caption id="attachment_124715" align="alignleft" width="612"]A estudante Marília da Silva durante apresentação sobre humanização no trabalho médico A estudante Marília da Silva durante apresentação sobre humanização no trabalho médico[/caption] [caption id="attachment_124716" align="alignleft" width="612"]A estudante Naomi Bonghi apresentou o trabalho sobre a experiência com idosos em instituição filantrópica de Lavras A estudante Naomi Bonghi apresentou o trabalho sobre a experiência com idosos em instituição filantrópica de Lavras[/caption] [caption id="attachment_124713" align="alignleft" width="612"]O estudante Lucas Nascimento, em apresentação do trabalho O estudante Lucas Nascimento, em apresentação do trabalho sobre a Unidade de Pronto Alegramento - UPA[/caption] [caption id="attachment_124714" align="alignleft" width="612"]O estudante Elton Vitor Neves, durante apresentação oral do trabalho O estudante Elton Vitor Neves, durante apresentação oral do trabalho sobre a visão do futuro médico[/caption]

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.