Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professor da UFLA é premiado em conferência internacional

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 10 Novembro 2016 06:20 | Última Atualização: Segunda, 31 Outubro 2016 18:01
[caption id="attachment_124998" align="alignleft" width="232"]Professor Danton Diego Ferreira Professor Danton Diego Ferreira[/caption] O artigo do professor Danton Diego Ferreira, do Departamento de Engenharia da Universidade Federal de Lavras (DEG/UFLA), foi premiado como best prize paper na 17th International Conference on Harmonics and Quality of Power - ICHQP2017, uma das conferências internacionais mais prestigiadas, com trabalhos de pesquisa de excelência acadêmica e técnica da área de qualidade de energia elétrica no mundo. A ICHQP ocorre a cada dois anos e premia os melhores artigos apresentados nos eventos anteriores. Portanto, a premiação da ICHQP 2017, realizada em Belo Horizonte, de 16 a 19 de outubro deste ano, foi referente ao evento ocorrido em 2014, na Romênia. O professor foi premiado com o artigo: “A direct approach for disturbance detection based on Principal Curves”, que apresenta uma proposta com reduzido custo computacional e alto desempenho. “O objetivo é de usar uma medida de distância de um sinal elétrico monitorado até uma curva (curva principal), que modela os sinais sem distúrbios, como índice de qualidade de energia elétrica e como parâmetro para detectar distúrbios. O método desenvolvido, portanto, pode ser útil tanto para os consumidores de energia elétrica quanto para os fornecedores, uma vez que a partir dele pode-se inferir sobre a qualidade da energia elétrica consumida e fornecida”, explica o professor. Danton relata que o trabalho premiado foi desenvolvido enquanto fazia pós-doutorado na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), realizado com o apoio do Instituto Nacional de Energia Elétrica (Inerge), e a colaboração de professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal de Itajubá (Unifei). “Fiquei muito feliz com a premiação por se tratar de um evento bastante conhecido mundialmente na área, onde os principais pesquisadores da linha de qualidade de energia estão presentes. Acredito que esse prêmio e os artigos publicados no evento serão fundamentais para deixar a assinatura da UFLA na comunidade científica da área como uma das instituições federais brasileiras que desenvolvem pesquisa de ponta em engenharia elétrica”, comenta o professor. Além disso, no evento deste ano, a UFLA foi representada com a apresentação de seis artigos: A Low Complexity Power Quality Disturbance Detection System; Multidimensional Monitoring for Power Quality Disturbance Detection; ICA-based Method for Power Quality Disturbance Detection; Real-time system for automatic classification of power quality disturbances; Interharmonic Detection and Identification based on Higher-Order Statistics, e Harmonic Extraction based on Independent Component Analysis and Quadrature Matched Filters. Todos os artigos citados contaram com a autoria do professor Danton, assim como de outros pesquisadores da UFLA, sendo eles: Robson Rosserrani de Lima; Thais M. Mendes; Erick Akio Nagata; Eduardo G. Ribeiro; Guilherme L. Dias; Leonardo Silveira Paiva e Bruno H. G. Barbosa, e também de pesquisadores da UFRJ, UFJF, e Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ). “A maioria dos artigos trata de novos métodos para análise de sinais elétricos a fim de inferir a qualidade dos mesmos no que tange à energia elétrica consumida. As técnicas desenvolvidas são baseadas em inteligência computacional, processamento de sinais e principalmente reconhecimento de padrões”, relata o professor Danton. Para Danton, os trabalhos da UFLA retratam os primeiros resultados de um grupo de pesquisa que vem crescendo no Departamento de Engenharia, e que ganhou força com a criação do Computational Intelligence and Machine Learning Laboratory (CIML-UFLA), que já cumpre o seu papel na pesquisa científica. Texto: Camila Caetano – jornalista/ bolsista UFLA.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.