Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Maior ação de conservação da biodiversidade brasileira, Dia Nacional de Urubuzar será em novembro

Publicado: Quinta, 10 Novembro 2016 14:09 | Última Atualização: Sexta, 04 Novembro 2016 12:30
urubuzar2014-1Anualmente, mais de 475 milhões de animais selvagens são atropelados nas rodovias e ferrovias brasileiras – o que representa a morte de 15 animais por segundo. Esses dados preocupantes são coletados pelo Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE - UFLA), que realiza, no dia 13 de novembro, a segunda edição do Dia Nacional de Urubuzar. Durante o evento, essas e outras informações sobre a grande perda da biodiversidade em função do atropelamento serão repassadas à sociedade. Pessoas capacitadas fornecerão explicações sobre esses temas (e sobre como a população pode colaborar na redução desse impacto) em mais de 200 pontos pelo Brasil. Na UFLA No dia 11 de novembro, ocorrerá uma divulgação no Centro de Convivência, durante a manhã e a tarde, voltada para a comunidade acadêmica. Cerca de 80 estudantes, matriculados na disciplina Ecologia, apresentarão dados sobre os impactos de rodovias na biodiversidade. Em Lavras No dia 13 de novembro (domingo), o CBEE realizará diversas atividades na Praça Dr. Augusto Silva, no centro de Lavras, pela manhã. As ações, para estimular a redução dos atropelamentos nas rodovias, serão voltadas para crianças, jovens e adultos.   Para entender o problema dos atropelamentos e contribuir para a sua redução, o CBEE lançou, em 2014, um aplicativo que se tornou a maior rede de conservação de biodiversidade do Brasil. Qualquer pessoa pode contribuir: basta baixar o app Urubu Mobile, se cadastrar e, a cada vez que encontrar um animal atropelado, tirar uma foto usando o app e enviá-la para o Centro. “As fotos chegam com a coordenada geográfica e são identificadas por especialistas. Então, serão utilizadas para informar os órgãos competentes e as concessionárias de rodovia”, explica o professor Alex Bager, coordenador do CBEE. Hoje o Sistema Urubu conta com quase 20 mil usuários e 15 mil registros de fauna atropelada em todo o território brasileiro. Além disso, o aplicativo possui versões em inglês e espanhol que já estão disponíveis para utilização em outros países. A obtenção de dados é feita por meio da ciência cidadã (Citizen Science). Dia Nacional de Urubuzar Em novembro de 2014 foi realizado um evento nacional, o Dia Nacional de Urubuzar, com o objetivo de atingir o maior número de pessoas da sociedade e informar sobre os efeitos de rodovias e ferrovias na biodiversidade. O Dia Nacional de Urubuzar (DNU) é uma ação descentralizada, na qual qualquer grupo de pessoas pode se engajar. Em 2014 foram envolvidos 122 grupos de diferentes segmentos: universidades, ONGs, zoológicos, associações, concessionárias de rodovias, polícia e outros. Mais de 40 mil pessoas foram sensibilizadas nas ações daquele ano. Animais atropelados Do total de atropelamentos, 90% são de animais de pequeno porte como sapos, cobras, ratos e passarinhos (427 milhões); 9% são animais de médio porte como alguns macacos, gaviões, gambás e lebres (43 milhões); e 1% são os animais que mais visualizamos, como os tamanduás, capivaras, lobo-guará, felinos, antas, entre outros (aproximadamente 5 milhões).