Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Programa de Pós-graduação em Zootecnia celebra 40 anos de trajetória

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quarta, 30 Novembro 2016 12:15 | Última Atualização: Quarta, 23 Novembro 2016 13:54

“A ciência é o melhor caminho para se entender o mundo. O conhecimento científico é o capital do mundo civilizado, portanto, investir em ciência e tecnologia é investir também na qualidade de vida” (Isaac Roitman, membro da Academia Brasileira de Ciências).

[caption id="attachment_125552" align="alignleft" width="249"]40-anos-zoo Solenidade em comemoração aos 40 anos do Programa foi realizada no Salão de Convenções da UFLA[/caption] O Programa de Pós-graduação em Zootecnia (PPGZ) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) comemorou seus 40 anos de trajetória nesta terça-feira (22/11). Em 1978, ocorreu a primeira defesa de dissertação de mestrado. Já o doutorado teve a recomendação da Capes em 1994, sendo a primeira tese defendida em 1999. Hoje, o PPGZ conta com 28 docentes, sendo 20 permanentes e oito colaboradores. Já foram defendidas cerca de 550 dissertações de mestrado e 200 teses de doutorado. “Isso é tudo fruto do trabalho de vocês, presentes nesta trajetória. E estamos evoluindo bastante, graças aos nossos docentes e discentes”, disse o coordenador do Programa, professor Marcio Machado Ladeira. Ressalta-se também a internacionalização no Programa. Desde 2011, 26 estudantes de doutorado do PPGZ realizaram parte das suas pesquisas em outros países: Estados Unidos, Portugal, Espanha, Irlanda, Austrália, Holanda e Argentina. Além disso, 28 estudantes estrangeiros ingressaram no Programa, desde 2013. Para o coordenador do PPGZ, a estrutura do Departamento de Zootecnia (DZO) é um diferencial, visto que as instalações estão todas interligadas, próximas, o que permite maior contato entre a graduação e a pós. Ladeira também deu destaque à presença da Fazenda Palmital, onde é realizada a bovinocultura de leite, e aos núcleos de estudos, que para o professor é algo primordial. “Vamos continuar trabalhando assim, em prol do Brasil”, enfatizou. [caption id="attachment_125553" align="alignleft" width="244"]Docentes, discentes e servidores celebraram a data marcante para o Programa Docentes, discentes e servidores celebraram a data marcante para o Programa[/caption] O professor Antônio Ricardo Evangelista (DZO/UFLA), que fez uma contextualização histórica do curso de Zootecnia na UFLA e o Programa de Pós-graduação, também enfatizou a importância dos núcleos de estudos na Universidade. “Posso afirmar que tivemos na Zootecnia duas eras: uma antes e outra após os núcleos de estudo, que foi um passo interessante na graduação e pós-graduação, produzindo recurso humano para a vida prática”, comentou. Também esteve presente na celebração o coordenador da área de Zootecnia e Recursos Pesqueiros, professor Clóves Cabreira Jobim (DZO/UFLA). “O aumento da eficiência de produção, em qualquer área do conhecimento, é alavancado pelo conhecimento científico. Especialmente na área de zootecnia (produção animal), o Brasil tem destaque internacional pelos avanços alcançados nos últimos anos”, afirmou. Para Clóves é importante capacitar os docentes, com treinamentos em centros de excelência internacional e sempre selecionar alunos com perfil adequado, sendo necessário ter um processo seletivo bem planejado e criterioso. O professor salientou que de acordo com o Plano Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação (PNPG) o objetivo dos cursos de pós-graduação é formar mestres e doutores capazes de enfrentar novos desafios científicos com independência intelectual, contribuindo para o progresso científico, tecnológico, econômico e social do Brasil como nação independente, imersa em um mundo globalizado em rápida evolução. Para finalizar, Ladeira, coordenador do Programa, assinalou algumas metas para os próximos anos, como ampliar a presença de estudantes estrangeiros; ter a ministração de disciplinas em inglês por professores do Programa; participar dos Programas Internacionais de Dupla Titulação; ampliar as estruturas dos laboratórios e o número de professores titulares; estimular a interdisciplinaridade das pesquisas desenvolvidas, dentre outros pontos. Prêmio Professor Benedito Lemos de Oliveira  [caption id="attachment_125554" align="alignright" width="235"]Professor Benedito Lemos de Oliveira e Júlio César Carrera de Carvalho Professor Benedito Lemos de Oliveira e Júlio César Carrera de Carvalho[/caption] Na ocasião, houve a entrega do primeiro prêmio Professor Benedito Lemos de Oliveira, instituído com o objetivo de homenagear egressos do Programa com destaque no meio empresarial brasileiro e internacional. O professor Benedito esteve presente para a entrega. Júlio César Carrera de Carvalho foi o agraciado. Bacharel em Zootecnia, mestre e doutor pela UFLA. Após o doutorado, Júlio foi contratado pela empresa Cargill Alimentos para atuar na área de nutrição animal, tendo exercido os cargos de Gerente Nacional de Produtos, Gerente Latino-America de Produtos e, hoje, Gerente Nacional de Aditivos e consultor mundial de Enzimas da Cargill Alimentos. “Cheguei onde estou graças ao conhecimento adquirido na UFLA e ao aprendizado obtido no núcleo de estudo. Aqui, aprendi a trabalhar em equipe e compartilhar as experiências”, disse. Homenagens Durante a solenidade, foram homenageados os ex-coordenadores do Programa e os atuais docentes e servidores, além das instituições e setores da UFLA que também foram fundamentais para o sucesso do PPGZ. Também receberam o diploma de agradecimento por terem contribuído para a formação de recursos humanos e para a pesquisa em Ciência Animal, os professores: Antônio Gilberto Bertechini (com o maior número de orientados titulados em mestrado e doutorado); Ana Tereza de Mendonça Viveiros (com o maior fator H); Marcio Machado Ladeira (publicou no último quadriênio o artigo em periódico com maior fator de impacto JCR. Periódico Meat Sciece de JCR 2,801), e Marcos Neves Pereira, por sua relevante contribuição para a internacionalização do Programa. Texto: Camila Caetano - jornalista/ bolsista UFLA.  Confira a galeria de fotos. Clique na primeira foto e siga a seta para abrir as demais em tamanho expandido:

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.