Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Núcleo de Estudos em Equideocultura da UFLA celebra 10 anos de fundação

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Segunda, 28 Novembro 2016 14:08 | Última Atualização: Quinta, 24 Novembro 2016 10:05
https://www.youtube.com/watch?v=UzizGPraP7Y   O Núcleo de Estudos em Equideocultura da Universidade Federal de Lavras (Nequi/UFLA) celebrou nesta quinta-feira (24/11) dez anos de fundação. A comemoração foi realizada na abertura do 2º Simpósio Mineiro de Equinocultura, no Salão de Convenções. Na abertura do evento, a vice-reitora da UFLA, professora Édila Vilela de Resende Von Pinho, ressaltou que apesar da atual conjuntura econômica, a Universidade ainda vivencia uma fase de expansão. “Chamamos de expansão orgânica, pois envolve novos cursos. Por outro lado, entendemos que os cursos das áreas de ciências agrárias são a base dessa instituição. Também ressalto que hoje o destaque que a UFLA tem a nível nacional e internacional é por conta do trabalho conjunto realizado por docentes, técnicos e estudantes comprometidos, em sua maioria. E a presença dos núcleos de estudos faz toda diferença na Universidade”, afirmou. [caption id="attachment_125669" align="alignright" width="239"]Abertura do evento Abertura do evento[/caption] Representando o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas Gerais (CRMV) o médico veterinário José Carlos Pontello Neto reafirmou o compromisso do CRMV com a educação continuada, tendo como foco a capacitação dos profissionais. “É preciso capacitar e não apenas fiscalizar. Não podemos mostrar apenas o norte, mas todo o horizonte. Vocês, estudantes, são guerreiros, pois apesar de todas as adversidades estão aqui, capacitando-se”, afirmou. A atual orientadora do Nequi, professora Raquel Silva de Moura (DZO/UFLA), enfatizou que o Sul de Minas é uma região que tem um relevante destaque na área de equinocultura, justificando ainda mais a importância do Núcleo na Universidade. O sub-Chefe do DZO, professor Daniel Rume Casagrande, também comentou sobre a relevância do Nequi e a evolução nestes dez anos de trajetória, fruto do esforço conjunto de estudantes e docentes. O coordenador geral do Núcleo, graduando em Zootecnia, Thales Torres Ferreira Santos, também destacou a importância de o estudante poder participar de atividades extras oferecidas pelos núcleos de estudo. “Por meio dessa experiência podemos nos tornar profissionais melhores, e entender esse imenso mundo da equideocultura, um meio magnífico”. Também esteve presente no evento o chefe geral da Epamig de Lavras, Rogério Antônio Silva. “São esses estudantes que fazem a diferença na Universidade. Mostrar que estão aqui para construir um futuro melhor”, disse. [caption id="attachment_125627" align="alignleft" width="209"]Professores José Augusto, Raquel Silva e Henrique Ribeiro Professores José Augusto, Raquel Silva e Henrique Ribeiro[/caption] Na ocasião, houve o descerramento da placa comemorativa dos dez anos de instituição do Núcleo de Estudos em Equideocultura, com o coordenador pioneiro das atividades do Nequi, professor José Augusto de Freitas Lima e a atual coordenadora, professora Raquel. Além disso, os professores José Augusto e Henrique Ribeiro Alves de Resende foram homenageados pelos trabalhos desenvolvidos no Núcleo. Após as homenagens, a emoção tomou conta do Salão de Convenções com o depoimento do professor José Augusto. Assim que o Núcleo foi fundado, após poucos dias da primeira reunião, a esposa do professor veio a falecer. “Perdi minha esposa de morte súbita. Meu mundo, literalmente, veio abaixo. Nesse momento, o professor Henrique assumiu o Núcleo até que eu me recuperasse. Posso dizer que ele fez muito mais pelo Nequi do que eu. Além disso, nesta fase tão difícil, o professor com a sua esposa, apoiaram-me com carinho na hora que mais precisei. Também preciso agradecer aos meus alunos daquela época, que foram de extrema importância, acolheram-me em vários momentos”, contou. O professor Henrique foi um dos primeiros do Departamento de Medicina Veterinária (DMV) da UFLA. “Tive a felicidade de vir para a UFLA há 23 anos, quando começamos o curso de Medicina Veterinária. Depois tive a oportunidade de estar a frente do Nequi, e conduzir da melhor maneira possível, até que o professor José Augusto reassumisse. E hoje, muito bem representado pela professora Raquel, que tem garra, iniciativa e profissionalismo para concretizar esse evento”, comentou. Texto: Camila Caetano - jornalista/ bolsista UFLA.  Confira a galeria de fotos. Clique na primeira foto e siga a seta para abrir as demais em tamanho expandido:

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.