Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

I Jornada de Extensão Multidisciplinar é realizada na UFLA

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 06 Dezembro 2016 15:10 | Última Atualização: Quinta, 01 Dezembro 2016 08:21
[caption id="attachment_126046" align="alignleft" width="253"]Mutirão de hipertensão e diabetes, na área de abrangência da comunidade Dona Wanda Mutirão de hipertensão e diabetes, na área de abrangência da comunidade Dona Wanda[/caption] Com o slogan “Não vamos esvaziar, vamos fazer extensão” foi criada a I Jornada de Extensão Multidisciplinar. Assim, as atividades extensionistas da Universidade Federal de Lavras (UFLA) continuam. Diversas ações voltadas à comunidade já foram executadas e outras programadas, sob a coordenação das professoras do Departamento de Ciência da Saúde (DSA) Josi Seixas e Christiane Malfitano e a professora do Departamento de Educação Física (DEF) Nathália Resende. A comunidade acadêmica tem manifestado grande interesse em participar, mobilizando-se um número cada vez maior de pessoas para execução da proposta. “Nos sentimos estimulados a organizar e executar as diversas ações para não nos ausentarmos da UFLA, e entendermos que greve não é férias”, comenta a estudante do curso de Medicina Naomi Borghi A I Jornada de Extensão Multidisciplinar tem grande participação de discentes e docentes em diversas áreas de conhecimento (biólogos, biomédicos, dentistas, educadores físicos, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos, nutricionistas e veterinários), possibilitando a realização de mais de 30 atividades. “Além de atuar na promoção e prevenção da saúde, demonstramos à comunidade nosso potencial extensionista, mesmo frente às dificuldades adversas do momento político e universitário. E isso tem sido reconhecido pela população lavrense assistida”, relata a professora Josi. A professora Christiane afirma que esta ação demonstra que as atividades universitárias não se restringem ao ensino, e que o papel docente vai além da sala de aula. “É dever conscientizar a comunidade e retribuir através da prestação dos mais diversos serviços, dos quais somos especialistas”, comenta. [caption id="attachment_126045" align="alignleft" width="243"]jornada_2 A oficina de primeiros socorros foi realizada no Instituto de Acolhimento e recuperação Eterna Misericórdia e na Escola Azarias Ribeiro[/caption] As atividades iniciaram no dia 24 de novembro e seguem até 10 de dezembro, pautando-se em ações de prevenção e promoção à saúde humana e animal. Com oficinas, palestras, rodas de conversa e mutirões dos temas: mostra anatômica, primeiros socorros, doenças sexualmente transmissíveis, sexo seguro, dependência química, dengue, hanseníase, diabetes, hipertensão, câncer de próstata, orientações nutricionais, zoonoses, manejo de animais de companhia, e oficinas de atividades físicas. Escolas estaduais e municipais, instituições filantrópicas, diversas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e suas respectivas áreas de abrangência, praças e a própria universidade são o cenário das práticas. “Agora é o momento de mudanças significativas na Educação e a I Jornada de Extensão Multidisciplinar promove e colabora efetivamente para a formação profissional dos discentes da UFLA pela oportunidade de vivência e transmissão de conhecimentos para a comunidade”, reforça a professora Nathália Resende, que ainda convida para participar das oficinas de atividade física de dança de ritmos, zumba, slackline, street dance, ballet fitness, forró, trilha ecológica, alongamento e ginástica. [caption id="attachment_126044" align="alignright" width="184"]Mostra de Anatomia na Escola Firmino Costa Mostra de Anatomia na Escola Firmino Costa[/caption] A professora Katia Poles (DAS) também abraçou a o projeto, pois acredita que é fundamental incentivar os alunos no compromisso com a sociedade, estimulando a cidadania e solidariedade. Em concordância com essa ideia, a professora Stela Pereira (DAS), também colaboradora, salienta que o curso de medicina tem o compromisso de formar os discentes com perfil humanista. “As ações realizadas durante a greve irão suscitar esse compromisso da Instituição de ensino superior com a comunidade, promovendo benefícios mútuos entre discente e população em consonância com o sistema de saúde público vigente no país”. Camila Caetano - jornalista/ bolsista UFLA.   

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.