Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA está no top 200 do Brics & Emerging Economies Rankings 2016 - Times Higher Education

Publicado: Quinta, 15 Dezembro 2016 13:28 | Última Atualização: Quinta, 01 Dezembro 2016 13:11
brics-capaA Universidade Federal de Lavras (UFLA) está entre as 200 melhores universidades, na posição 188, no ranking publicado pela Times Higher Education (THE), em parceria com a Elsevier, direcionado para os países que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), além de outros 43 países de economias emergentes - Brics & Emerging Economies Rankings 2017. Nesta edição, pela primeira vez, foram apresentadas as 300 melhores instituições, antes eram citadas apenas 200. O Brasil participa do ranking com 25 instituições públicas e privadas, enquanto na edição passada (2016), apenas 14 instituições brasileiras figuravam nesta lista. [caption id="attachment_126139" align="alignleft" width="187"]Professor Chalfun, diretor de Relações Internacionais da UFLA, durante evento de divulgação do BRICS & Emerging Economies Rankings 2017, na Universidade de Johannesburg - África do Sul Professor Chalfun, diretor de Relações Internacionais da UFLA, durante evento de divulgação do BRICS & Emerging Economies Rankings 2017, na Universidade de Johannesburg - África do Sul[/caption] Comparando as duas edições, a UFLA estava na 13ª posição no Brasil, agora está na 12ª posição. No que tange ao “Ensino”, a UFLA é a quarta instituição mais bem classificada no País e a 9ª quando o quesito avaliado é a “Pesquisa”, embora no ranking geral tenha flutuado da posição 185 para a 188. Permanece, portanto, no seleto grupo das melhores do País, ou seja, embora de pequeno porte, no mesmo nível que grandes universidades brasileiras. O ranking Brics & Emerging Economies  aplica padrões rigorosos similares ao ranking global, utilizando os mesmos indicadores de desempenho do World University Rankings, examinando os pontos fortes de cada universidade no que tange ao ensino, pesquisa, citações, investimento da indústria e perspectiva internacional. Nesse ranking específico, a metodologia foi cuidadosamente adaptada para refletir melhor as características e as prioridades de desenvolvimento das universidades em economias em desenvolvimento. Nesta edição, a UFLA evoluiu na média geral e em diferentes indicadores, como ensino, citações, investimento da indústria e perspectiva internacional. [caption id="attachment_126140" align="alignright" width="249"]Cerimônia de lançamento do ranking, com a presença de Wole Soyinka - Prêmio Nobel de Literatura, o editor do ranking, Phil Baty e o vice-reitor da Universidade de Johannesburg, Ihron Rensburg Cerimônia de lançamento do ranking, com a presença de Wole Soyinka - Prêmio Nobel de Literatura, o editor do ranking, Phil Baty e o vice-reitor da Universidade de Johannesburg, Ihron Rensburg[/caption] O Brics & Emerging Economies Rankings 2017 foi anunciado nessa quarta-feira (30/11), durante evento realizado na África do Sul. O diretor de Relações Internacionais da UFLA, professor Antônio Chalfun Júnior, esteve presente, representando a Universidade e reforçando os contatos para avançar ainda mais na avaliação internacional. Aos olhos do mundo No dia 30 de setembro de 2015, a UFLA passou a figurar, pela primeira vez na história da Instituição, entre o seleto grupo das melhores universidades do mundo segundo o ranking Times Higher Education (THE) 2015-2016, o mais destacado no mundo. A UFLA está entre as universidades brasileiras na lista mundial, estando na posição 800 a 980. [caption id="attachment_126141" align="alignleft" width="267"]Indicadores de avaliação da UFLA no BRICS & Emerging Economies Rankings 2017 Indicadores de avaliação da UFLA no BRICS & Emerging Economies Rankings 2017[/caption] Em mensagem encaminhada à UFLA, o editor do THE World University Rankings, Phil Baty destacou: “A inclusão da Universidade Federal de Lavras no ranking BRICS & Emerging Economies é uma conquista significativa, o que significa que você é uma das 300 melhores instituições nos 50 países incluídos na análise. Assim, a presença da instituição neste ranking das melhores universidades no mundo em desenvolvimento é uma conquista significativa”, considerou. Para o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, a inserção nesse seleto grupo é um orgulho que deve ser compartilhado e celebrado. “Estar neste ranking não é um objetivo em si, mas o reconhecimento público de que estamos seguindo a critérios e métricas estipuladas pela academia internacional”, considerou, reforçando: “Temos muito orgulho de fazer parte de um time que faz da UFLA uma instituição cada vez mais qualificada e reconhecida”. Avaliando o desempenho no ranking, o diretor de Relações Internacionais, professor Chalfun destacou a UFLA em diferentes aspectos, sobretudo, por se manter no seleto grupo das melhores instituições de ensino superior do País, mesmo com mudanças na metodologia de avaliação e com a entrada de 100 novas instituições. “Outras universidades experimentaram uma queda expressiva nesta edição e a UFLA evoluiu em diferentes indicadores”, reforçou. tabela-brics
* O ranking Brics & Emerging Economies divulga no corrente ano o ranking do próximo exercício, por isso, na tabela estão grafados 2016 e 2017, referentes as avaliações de 2015 e 2016, respectivamente. 
Confira outros detalhes do ranking        

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.