Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Mais uma conquista do curso de Letras da UFLA - conheça os egressos que iniciaram mestrado no exterior

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 20 Abril 2017 14:08 | Última Atualização: Quinta, 06 Abril 2017 06:00
[caption id="attachment_129489" align="alignleft" width="249"] Alunos aprovados em curso de mestrado nos EUA e professora americana[/caption] O curso de Letras na área de língua inglesa da Universidade Federal de Lavras (UFLA) alcançou uma importante marca. Os alunos Gilberto Pereira e Moisés Inácio Lima são os primeiros egressos da graduação a conseguir bolsas integrais para mestrado no exterior. No início do ano, ambos se mudaram para o estado do Kansas, nos Estados Unidos, onde deram início à pós- graduação na Fort Hays State University. Os estudantes colaram grau de forma especial no segundo semestre letivo de 2016 e foram indicados à premiação por mérito acadêmico. Para chegarem à universidade americana, Gilberto e Moisés e passaram por uma seleção, que evolveu entrevista com professores nos EUA para avaliar competência linguística, prova de línguas e exame de proficiência na UFLA e apresentação da carta de recomendação. Além dos estudos, os alunos precisam cumprir 20 horas semanais trabalho na universidade.  “Para receber a bolsa, trabalhamos entre o programa ESL e o Writing Center. No ESL damos algumas aulas, substituímos professores, aplicamos provas, etc. No Writing Center, realizamos um trabalho de tutoria, ajudando os alunos que estão com dificuldade para fazer os trabalhos que os professores pedem, seja qual for o gênero. Writing Center tem sido uma experiência desafiadora e, ao mesmo tempo, um grande aprendizado”, descreveu Moisés. A presença dos alunos da universidade no país norte-americano foi celebrada pela professora do Departamento de Ciências Humanas (DCH) Maria Eugênia Batista. Segundo ela, o desempenho dos alunos simboliza consolidação do curso de Letras dentro da UFLA. Implementada no segundo semestre de 2010, a graduação (português/inglês, modalidade presencial - licenciatura) recebeu nota máxima (5) do Ministério da Educação em 2014. A professora considera que a entrada dos alunos no mestrado nos EUA serve de incentivo para outros graduandos. “Sim, é possível. Quem se esforça e corre atrás consegue estudar no exterior”. Maria Eugênia lembrou ainda da professora Tânia Regina de Souza Romero, do DCH, que intermediou os primeiros com a Fort Hays State University. Por fim, Maria Eugênia ressaltou que o curso tem Letras tem conquistado bons resultados para universidade, com a aprovação de alunos nos cursos de mestrado profissional e acadêmico em importantes instituições, como UFMG, Unicamp, IFMG e outras. Presença fora do Brasil De acordo com a Diretoria de Relações Internacionais (DRI), a UFLA e a Fort Hays State University mantêm em tramitação um plano de mobilidade de alunos e de docentes, além de uma parceria para pesquisas em conjunto. Dados da DRI mostram que 46 alunos da graduação foram para o exterior em 2016 para cumprir atividades acadêmicas. De janeiro a abril deste ano, o total de estudantes chega a 25. Em relação aos matriculados na pós-graduação, 14 saíram para exterior no ano passado e 46 fizeram o mesmo até abril de 2017. Texto: Rafael Passos - Jornalista/bolsista - Fapemig