Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA compartilha conhecimentos sobre cultura do algodão com profissionais africanos - Universidade recebeu homenagem pela parceria

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Segunda, 26 Junho 2017 07:49 | Última Atualização: Terça, 20 Junho 2017 18:43
A Universidade Federal de Lavras (UFLA) em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) oferece, pela terceira vez, curso de capacitação e transferência de tecnologia na cultura do algodão para profissionais estrangeiros. A edição atual teve abertura nessa segunda-feira (19/6), e o curso será ministrado para 35 profissionais de nove países africanos diferentes. Devido à parceria efetiva que a UFLA possui no projeto, a Universidade foi homenageada em uma das solenidades em que foram celebrados os 30 anos de atuação da ABC no País. Para o organizador geral do curso, professor Antônio Carlos Fraga, a homenagem é representativa. "É fruto do trabalho realizado na UFLA, uma das principais parceiras do projeto de internacionalização realizado pela ABC". [caption id="attachment_133186" align="alignright" width="166"] Professor Scolforo recebe, pela UFLA,  homenagem das mãos do professor Fraga[/caption] Marcaram presença na solenidade o reitor da Universidade, professor José Roberto Soares Scolforo; o pró-reitor de Extensão e Cultura, professor João José Granate de Sá e Melo Marques; o diretor de Relações Internacionais, professor Antônio Chalfun Júnior; o chefe do Departamento de Agricultura (DAG), professor Rubens José Guimarães;  e o organizador geral do curso, professor Antônio Carlos Fraga. Segundo Scolforo, a UFLA compartilha o que aprende por solidariedade. "E em contrapartida, esse contato gera conhecimentos sobre as diversas culturas existentes", complementou. O curso em andamento tem como desafio ofertar o conhecimento teórico e prático, com tradução simultânea, para profissionais de língua francesa oriundos dos países Benim, Burkina Faso, Burundi, Cameron, Tchad, Côte D'Ivoire, Mali e Togo et du Senegal. Fraga afirma que esta experiência vai servir de suporte para que no próximo ano o curso possa ser ofertado também para nativos da língua inglesa. Entre os trabalhos realizados em prol da internacionalização, está prevista para novembro uma visita de professores da UFLA a Moçambique para avaliação da potencialidade do país em receber estrutura adequada para ampliar o consumo do algodão e seus subprodutos.
Panmela Oliveira - comunicadora e bolsista Dcom/Fapemig