Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA na mídia: projeto Cotton Victoria é destaque em artigo internacional da embaixadora brasileira no Quênia

Escrito por Samara Avelar | Publicado: Sexta, 21 Julho 2017 08:36 | Última Atualização: Segunda, 17 Julho 2017 11:31
[caption id="attachment_135571" align="alignleft" width="249"] Projeto Cotton Victoria é citado como principal iniciativa de cooperação para desenvolvimento da região leste da África[/caption] O projeto Cotton Victoria, que prevê o desenvolvimento de técnicas para o cultivo do algodão e a promoção de sua cadeia produtiva em países africanos, é novamente destaque na imprensa internacional. Em artigo publicado no impresso Daily Nation, a embaixadora do Brasil no Quênia, Marcela Nicodemus, o apresenta como a principal iniciativa de cooperação na região leste da África , que tem ajudado a desenvolver a competitividade do setor de algodão no Quênia, Tanzânia e Burundi. O Cotton Victoria é resultado de um acordo entre a UFLA e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério de Relações Exteriores – Itamaraty, e tem o apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). O projeto faz parte das ações previstas no acordo que o governo brasileiro assinou com as Nações Unidas, em 2006, para transferir sua experiência do cultivo de algodão para produtores de economias em desenvolvimento. Entre as ações, estão a orientação dos agricultores nas áreas de manejo agronômico da cultura isolada e da cultura consorciada, o desenvolvimento de sistemas de produção, a avaliação e a distribuição de sementes de qualidade de variedades superiores, além do fortalecimento e adequação de infraestruturas físicas nos países assistidos. Para o coordenador do projeto, professor Antônio Carlos Fraga, a participação da UFLA no Cotton Victoria se deve à sua experiência centenária na formação técnica de profissionais e de geração e difusão de tecnologias na área de ciências agrárias. “A UFLA possui reconhecida experiência no desenvolvimento de técnicas e tecnologias para a cultura do algodoeiro, o que contribuiu para que o Brasil pudesse assumir a posição de destaque na produção algodoeira mundial”, considera.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.