Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Diálogos com a cidade voltará com atividades em Lavras- primeiro evento será em 7/11

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Domingo, 29 Novembro -0001 20:53 | Última Atualização: Quinta, 28 Junho 2018 16:56
Uma série de mesas redondas e palestras será realizada novamente em Lavras pelo grupo “Diálogos com a cidade”. O primeiro evento será no dia 7 de novembro, das 16h às 18h30, no auditório da Escola Municipal Dra. Dâmina. Diálogos com a cidade tem como objetivo propiciar a troca de saberes e práticas culturais em Lavras e divulgar o conhecimento científico produzido na UFLA na área de Ciências Humanas. Desta vez a temática será: o (não) lugar da Filosofia e da Sociologia no Ensino Médio Brasileiro. O presente projeto foi criado a partir das discussões feitas no núcleo de pesquisa e extensão Sociologia & Política. Esse grupo surgiu de maneira incipiente em outubro de 2013 (sob a denominação de Centro de Pesquisa sobre Política - CEPEP), com a coordenação do professor Marcelo Sevaybricker Moreira, que procurou, desde então, desenvolver encontros de reflexão e discussão acerca de temas relacionados à política. Já no ano seguinte, o grupo passou a ser coordenado também pelo docente Conrado Pires de Castro. No primeiro semestre letivo de 2016, o grupo ofertou pela primeira vez um curso de extensão, Repensando os clássicos de interpretação do Brasil, organizado em três módulos, com o propósito de pensar coletivamente problemas e perspectivas da formação sociopolítica do País.  Com o propósito de ampliar a interlocução com a comunidade lavrense, o grupo manteve neste ano essa mesma iniciativa de extensão. “Atividades que propiciem a democratização do conhecimento científico e sua maior interação com outras formas de conhecimento, no Brasil, são absolutamente necessárias”, comentam os organizadores.