Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudante da UFLA é aprovado em doutorado na França antes de concluir graduação

Escrito por Camila Caetano | Publicado: Domingo, 29 Novembro -0001 20:53 | Última Atualização: Quinta, 28 Junho 2018 16:56
O estudante Cristino de Souza Junior, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), do curso de Engenharia de Controle e Automação, foi selecionado para o doutorado na Universite de Technologie de Compiegne durante a sua graduação. Cristino conta que a aceitação direta para o doutorado só foi possível graças a um intercâmbio realizado na França, na mesma instituição de destino, quando cursava os últimos períodos da graduação. Para formar faltavam apenas alguns créditos, estágio e Trabalho de Conclusão de Curso. O estudante conta que tudo começou quando foi informado pelo site da UFLA da possibilidade de bolsas de estudos na França pelo Programa Brafitec. “Assim que me dei conta da oportunidade, fiquei bastante empolgado, pois eu cumpria os requesitos e já possuía conhecimentos básicos na língua francesa”. Então, fui contemplado para um ano de estudos na Universite de Technologie de Compiegne. Cheguei à França em agosto de 2016”, comenta o estudante. A Universite de Technologie de Compiegne já possuía relações com a UFLA. Professores se doutoraram na Instituição, além de uma dezena de estudantes de graduação que também fizeram intercâmbio. “Aproveitando desse contato prévio, me informei ainda no Brasil sobre os possíveis programas de pós-graduação. Chegando, solicitei a participação no segundo ano de mestrado de Engenharia de Sistemas complexos e Interativos”, conta Cristino. [caption id="attachment_145208" align="alignright" width="194"] Cristino, em colação de grau especial na UFLA, com os seus familiares[/caption] Embora fosse um estudante de intercâmbio, cursando as matérias do mestrado, essa oportunidade permitiu-lhe conhecer laboratórios, professores e ainda se capacitar com conteúdo e tecnologias bem atuais. “Academicamente foram tempos difíceis. A carga horária era puxada, e ter cursos avançados em línguas estrangeiras (inglês e francês) não foi fácil”, relata. Para o estudante o conhecimento obtido na UFLA fez toda a diferença. “A base que tive durante todos esses anos de UFLA e sem dúvidas as experiências extraclasses, como grupos de estudos e iniciações, foram fatores primordiais para a superação”.  A proposta de doutorado surgiu durante o estágio, nos últimos cinco meses de intercâmbio. “Meu próprio orientador de estágio me apresentou a proposta, discutimos, e então decidi concorrer.  No início estava um pouco receoso, tinha medo de não conseguir finalizar tudo a tempo (validar as matérias, TCC e estágio). Mas no fim do estágio (em julho), quando recebi a resposta positiva da minha vaga, tive que voltar ao Brasil às pressas para entrar com validação de tudo que tinha feito no exterior. Enfim, após a validação, colei grau em uma turma especial em 25 de agosto deste ano”, conta. Atualmente, o estudante está em trâmites de visto para o retorno à França. A expectativa é de iniciar ainda em novembro o seu doutorado, com o tema “Frotas de Drones na perseguição de drone intruso”, no laboratório Heudiasyc. Orientação Na UFLA, Cristino contou com a orientação do professor Roberto Alves Braga, e co-orientação dos professores Arthur de Miranda Neto, Danilo Alves de Lima e Felipe Oliveira Silva. 
Na França, seu orientador de estágio (que é também será do doutorado) é o professor Pedro Castillo. 

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.