Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Nova ação do CNPq vai aumentar número de bolsas na Região Norte

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quarta, 23 Janeiro 2008 22:00 | Última Atualização: Quarta, 23 Janeiro 2008 22:00

Portal CNPq, 22/01/08

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) reuniu-se, nesta terça-feira (22), com dirigentes das instituições de ensino e pesquisa da Região Norte para firmar parceria que irá aumentar em cerca de 70% o número de bolsas de Doutorado e Mestrado.

O presidente do CNPq, Marco Antonio Zago, afirmou que esta parceria vai agir em consolidação com a política da Agência que busca promover o desenvolvimento da ciência e tecnologia de forma mais homogênea no país, seguindo também as linhas de ações do PAC de Ciência, Tecnologia e Inovação, lançado em novembro pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. “O CNPq vai dar uma injeção de investimentos na formação e capacitação de recursos humanos na Região Norte. Aumentaremos o número de bolsas desses estados, que hoje está na casa de 2% do total de bolsas da Agência”, disse Marco Antonio Zago.

Em contrapartida das instituições o presidente do CNPq espera que “Incentivem o desenvolvimento das áreas estratégicas dentro das universidades e instituições, definidas pelo PAC de C&T&I, e que o investimento do CNPq reflita também no desenvolvimento dos cursos de pós-graduação da região, levando a uma melhor qualidade do ensino nas universidades, para ser refletida na avaliação dos cursos daqui a alguns anos”, afirmou o presidente. Completando as expectativas do CNPq, a vice-presidente, Wrana Panizzi, reforçou “Queremos que nossos esforços sejam internalizados nas universidades, ressaltando as qualidades que cada estado pode apresentar, pois estamos buscando o desenvolvimento regional mais eqüitativo, valorizando suas potencialidades e promovendo também a inclusão social”.

Durante a reunião, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), Adalberto Luis Val, ressaltou a necessidade de ultrapassar as taxas históricas de investimento na região. “Além da qualificação dos pesquisadores, precisamos também de ações que fixem esses recursos humanos na região”, disse.

'Rondônia passa por essa mesma questão. Quase 70% da população que vive na região não é de lá, então eles precisam ter um incentivo para que se fixem no estado”, completa a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Jacinta Correia.

“A ação que lançamos é dirigida principalmente para a formação e qualificação dos recursos humanos, incentivando a fixação, pois, no momento em que formamos e qualificamos pesquisadores da região, já estamos incentivando que permaneçam nas instituições. Além de outras ações que o CNPq já possui nessa linha, para intensificar, precisamos agora de um plano das universidades para trabalharmos em conjunto”, reforçou o presidente Marco Antonio Zago.

Para o reitor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Hidembergue Frota “É importante que o CNPq apóie também a interiorização da capacitação de nossos professores. Hoje, o estado do Amazonas e toda Região Norte precisam levar seus pesquisadores para as cidades do interior. Para isso, precisamos de investimento para manter esse pessoal por lá”, disse.

Além da participação do presidente do CNPq, Marco Antonio Zago, e da vice-presidente, Wrana Panizzi, também estiveram presentes os diretores do CNPq José Roberto Drugowich e José Oswaldo Siqueira e o chefe de gabinete em exercício, Felizardo Penalva. Os dirigentes presentes foram Edilson Matos, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFRA; José Alberto Tostes, Vice-Reitor da UNIFAP; Luiz Eduardo Dias, Coordenador de Pesquisa da UFT; Maria Silvia de Mendonça, Coordenadora de Pesquisa da UEA; Adalberto Luis Val, Diretor do INPA; Roberto Dall’Agnol, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPA; Maria Helena Macedo, Representante da UNIFAP; Silvio Gusmão, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEPA; Margarida Lima Carvalho, Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UFAC; Hidembergue Ordozgoith da Frota, Reitor da UFAM; Jacinta Correia, Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UNIR; Roberto Ramos, Reitor da UFRR; e Zaíra de Oliveira, assessora da reitoria da UFT.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.