Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professoras americanas iniciam novo projeto no curso de Letras da UFLA

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Segunda, 02 Abril 2018 15:40 | Última Atualização: Quinta, 23 Agosto 2018 16:17
Apresentação das professoras americanas no
Salão de Convenções em 26/3.

O curso de Letras da Universidade Federal de Lavras (UFLA) inicia uma nova fase de trabalho no Programa Capes/Fulbright de Assistente de Ensino de Língua Inglesa (English Teaching Assistants - ETAs). Duas profissionais americanas chegaram à UFLA no início de março e permanecerão até novembro. Kiaya Rose Dilsner-Lopez e Delicia Demaria Alarcón Esteche atuarão no projeto, com objetivo que vai além de fortalecer o ensino da língua inglesa no curso e colaborar na formação de novos professores. A meta é também desenvolver atividades que proporcionem intercâmbio cultural e artístico entre Brasil e Estados Unidos, estendendo as ações a toda a comunidade acadêmica. A duração específica deste projeto é de dois anos.

O plano de atividades das profissionais americanas ainda está sendo construído, mas incluirá a presença delas nas aulas de inglês do curso de Letras, a oferta de oficinas que abordem tanto questões linguísticas quanto culturais; condução de palestras que tratarão de temas variados para troca de experiências culturais; além de prestarem atendimento individual e de grupo aos estudantes interessados. A definição dos temas a serem discutidos em oficinas e palestras está sendo definida de forma colaborativa, a partir de pesquisa feita entre os estudantes do curso de Letras. Pela pesquisa, foi apurado que mais de 50% dos estudantes desejam estudar no exterior,  a maioria sente necessidade de praticar suas habilidades orais e estão curiosos para saber diferenças culturais entre os Estados Unidos e o Brasil.

Delicia à esq. e Kiaya à dir. Entre elas, as professoras do DCH
Tania e Isabel.

As professoras do Departamento de Estudos da Linguagem (DEL) Tania Romero e Isabel Ferreira, responsáveis pelo projeto aprovado pelo programa Capes-Fullbright e coordenadoras das atividades, explicam que o diferencial da proposta é o caráter de intercâmbio de aspectos linguísticos, culturais e artísticos. “Tudo será feito sob a perspectiva de horizontalidade entre as culturas brasileira e americana. As profissionais estão aqui não somente para trazer conhecimento, mas para construir um saber conjunto, para aprenderem conosco também”, diz a professora Tania.

Seguindo essa linha de ação, as English Teaching Assistants já estão fotografando e fazendo entrevistas que darão origem futuramente a um livro com o tema “Pessoas de Lavras”. A iniciativa é uma forma de desmistificar estereótipos e aproximar do mundo os cidadãos do município. “O lema do fundador do Programa Fulbright era justamente transformar nações em pessoas, ou seja, dar mais voz às pessoas e enfatizar os aspectos humanos”, esclarece Delícia.

Em 2018, 120 americanos vieram para o Brasil para atividades do Programa, e estão distribuídos por 40 instituições. Esse é o quarto ano em que a UFLA recebe profissionais americanas, embora desta vez se trate de um novo projeto submetido. Professora Tania comenta que o envolvimento dos estudantes com as ações das ETAs foi evoluindo nesse tempo, “A iniciativa vai se consolidando. Com a primeira turma, havia certa curiosidade, algo a ser inaugurado, descoberto. O tempo passa e o que se constrói é um engajamento cultural cada vez mais significativo”. Professora Isabel acrescenta, inclusive, uma informação que demonstra o quanto o programa encontrou espaço positivo para o curso: “em 2017 não tivemos ETAs, e os alunos sentiram falta. Esse é um indicativo da solidificação da iniciativa”.

Em 26/3, Kiaya e Delicia foram oficialmente apresentadas a todos os estudantes do curso, em evento realizado no Salão de Convenções. Mais de 300 pessoas estiveram presentes e assistiram à palestra proferida por elas.

As novas colaboradoras

Kiaya está ligada à Suny Geneseo, uma das principais faculdades públicas de artes liberais dos Estados Unidos. Sua formação inclui estudos em literatura inglesa, espanhol, estudos africanos e outras interdisciplinaridades.  Kiaya tem experiência em trabalhos com as classes sociais menos favorecidas e ações voltadas ao empoderamento. Está motivada com o trabalho a ser desenvolvida na UFLA. “Fico entusiasmada com a experiência, com a oportunidade de estabelecer novos contatos com professores e estudantes. Sinto-me verdadeiramente abençoada por estar aqui”.

Já Delicia vem da FairField University, instituição privada localizada no Estado americano de Connecticut. Ela tem formação na área de Psicologia/Pedagogia, com ênfase em literatura, espanhol, artes e línguas. Delicia gostou do clima que encontrou na UFLA. “Senti um ambiente acolhedor, com estudantes empolgados com a possibilidade de aprender e aperfeiçoar seus conhecimentos. Isso, com certeza, torna nosso trabalho mais fácil”, avalia.

As ETA’s Delicia e Kiaya criaram um grupo no Facebook para interagir com a comunidade acadêmica: UFLA English Teaching Assistants

Os horários de atendimento individual das ETAs no curso de Letras são:

Segundas e quartas-feiras – das 17h às 18h30.