Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Primeira dissertação de mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira defendida na Ufla

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quarta, 27 Fevereiro 2008 21:00 | Última Atualização: Quarta, 27 Fevereiro 2008 21:00

O mestrando José Benedito Guimarães Júnior defendeu seu trabalho sobre 'Painéis produzidos com madeira de Eucalyptus: Estudo de caso de espécies e procedências', no Curso de Mestrado em Ciência e Tecnologia da Madeira, área de concentração em Processamento e utilização da madeira, pela Universidade Federal de Lavras.

Para José Benedito “esse trabalho objetivou a avaliação de quinze procedências advindas de espécies de Eucalyptus cloeziana, Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna; na confecção de painéis compensados multilaminados e aglomerados convencionais. Foram mensuradas inicialmente a densidade básica e composição química das árvores. Comfeccionou-se seis paineis por modalidade de chapa para cada procedências. Utilizou nos laminados resina Fenol-Formaldeído com gramatura de 320g/m² com ciclo de prensagem de 15kgf/cm², 150ºC por 10 minutos. Nos particulados fez-se uso de Uréia-formaldeído com 8% peso do painel e ciclo de prensagem de 40kgf/cm², 160ºC por 8 minutos. Concluiu-se ser viável a manufatura de ambos os paineis a partir do material genético estudado. Nos compensados, os testes físicos mostraram valores dentro daqueles obtidos em literatura. Para os testes mecânicos, no que se refere MOR paralelo, apenas algumas procedências conseguiram atingir as exigências da norma; enquanto no teste comparativo entre tensão de cisalhamento e falha na madeira, as procedências 10634, 48 e 9753 não satisfizeram os valores estabelecidos. Nos aglomerados observou-se perdas de densidade em todos os painéis. Os testes físicos ficaram abaixo dos encontrados em literatura. Os testes mecânicos de MOE e ligação interna se mostraram abaixo daqueles valores mínimos”

A banca examinadora foi composta por: Lourival Marin Mendes (orientador), Angélica de Cássia Oliveira Carneiro, Setsuo Iwakiri, Fábio Akira Mori e Paulo Fernando Trugilho (suplente).

A defesa aconteceu no Anfiteatro do Departamento de Ciências Florestais, no dia 27 de fevereiro.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.