Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Tradição e excelência na formação de pesquisadores

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quarta, 22 Julho 2009 07:50 | Última Atualização: Quarta, 22 Julho 2009 07:50


Helder Tobias / Ascom Ufla

A Universidade Federal de Lavras (Ufla) tem reforçado seu nome no cenário nacional como uma instituição de excelência em ensino, pesquisa e extensão, graças à alta capacidade de seu corpo acadêmico e da relevância dos trabalhos desenvolvidos. Parte dessa trajetória se deve à tradição dos cursos de pós-graduação, que há 35 anos formam mestres e doutores altamente capacitados, desenvolvendo pesquisas nas mais diversas áreas do conhecimento que contribuem para o desenvolvimento do país.

Atualmente a Universidade oferece 19 programas de pós-graduação, responsáveis por 34 cursos, sendo 19 de mestrado e 15 de doutorado. A cada ano são formados cerca de 450 pesquisadores que contribuem para o desenvolvimento de produtos e processos tecnológicos inovadores ambientalmente compatíveis e que propõem, de forma competente, a resolução de problemas técnico-científicos em sua área de conhecimento.

Só no mês de julho deste ano, foram defendidos 80 trabalhos, sendo 19 teses e 61 dissertações. Diversos assuntos foram explorados, como o do novo mestre Allan Arantes Pereira que desenvolveu o tema “Análise exploratória de queimadas e focos de calor em unidades de conservação do norte de Minas Gerais”. A pesquisa, orientada pelo professor José Aldo Alves Pereira, do Departamento de Ciências Florestais (DCF), propôs uma análise espacial das queimadas e a validação do sistema de monitoramento de focos de calor com o objetivo de gerar informações que auxiliam no controle dos incêndios florestais em unidades de conservação de Minas Gerais.

Segundo Allan, foram mapeadas, por meio de técnicas de sensoriamento remoto, as queimadas ocorridas em seis unidades de conservação do norte do estado. “Com esse trabalho, pude traçar o perfil das queimadas ocorridas nas unidades de conservação e, assim, subsidiar atividades de fiscalização, monitoramento e controle dos incêndios florestais”.

QUALIFICAÇÃO, INFRA-ESTRUTURA E INCENTIVO - Professores qualificados orientam o desenvolvimento de pesquisas dos futuros mestres e doutores. Todos contam com a estrutura física da Ufla dotada de modernos laboratórios, equipados com aparelhos avançados e de ponta, que possibilitam uma maior veracidade e qualidade dos trabalhos, seguindo as determinações do rigor científico. Além disso, diversos convênios e parcerias são realizados com vários órgãos de fomento nacionais e internacionais, possibilitando o financiamento de pesquisas e a cessão de bolsas de atividade.

Parcerias como a estabelecida entre a Ufla e a Wageningen University and Research Centre (WUR), na Holanda, graças a um projeto aprovado pela Capes. A execução deste convênio está sob responsabilidade do Programa de pós-graduação em Engenharia Florestal. De acordo com o coordenador do Programa, prof. José Marcio Rocha Faria, esta iniciativa vai permitir a realização de missões de estudo e pesquisa entre os dois países para troca de experiências e tecnologia, realização de pós-doutorado por três professores da Ufla e bolsas de estágio sanduíche, com duração de um ano, para estudantes de doutorado.

Este projeto, intitulado “Dormência e tolerância ao estresse em sementes e mudas de espécies do cerrado brasileiro: para um uso mais sustentável de um hotspot da biodiversidade”, terá como objetivo o estudo de 12 espécies arbóreas nativas do cerrado de Minas Gerais utilizadas para a alimentação humana, produção de madeira e recuperação de ambientes alterados.

A pesquisa será desenvolvida sob coordenação do Dr. Edvaldo Aparecido Amaral da Silva, pesquisador do Departamento de Ciências Florestais (Ufla) e vem ao encontro da necessidade de ações que precisam ser tomadas para permitir a conservação e o uso sustentável das espécies do Cerrado para o desenvolvimento tecnológico, social e econômico do Brasil.

A instituição holandesa é um dos maiores centros de pesquisa do mundo nas áreas de biotecnologia e biologia molecular vegetal. Já a Ufla, em sintonia com a riqueza da biodiversidade brasileira, desenvolve vários estudos que contemplam esta característica. “Uma importante colaboração que pretende estudar a diversidade vegetal em relação aos mecanismos de dormência, germinação e tolerância/sensibilidade à dessecação em sementes, propagação sexuada e assexuada, e tolerância das espécies a estresses bióticos”, revela o professor José Márcio.

TRAJETÓRIAA criação, consolidação e expansão da pós-graduação, ocorreram em duas fases que marcaram a história da Esal-Ufla. A primeira fase compreende o período entre 1975 e 1994, ano da transformação da Escola Superior de Agricultura de Lavras (Esal) em Universidade Federal de Lavras (Ufla) e, a segunda fase, que abrange as ações institucionais realizadas entre 1995 e 2008.

Na primeira fase, foram criados, além dos cursos de mestrado em Fitotecnia e Administração rural, os programas de Ciência do solo, Ciência dos alimentos, Zootecnia, Fisiologia vegetal, Genética e melhoramento de plantas, Fitopatologia, Engenharia agrícola e Engenharia florestal.

Na segunda fase, criaram-se os programas de Entomologia, Agroquímica, Estatística e experimentação agropecuária, Microbiologia agrícola, Ciências veterinárias, Biotecnologia vegetal, Ciência e tecnologia da madeira, Ecologia aplicada e Engenharia de sistemas.

Muito se conquistou nessa longa trajetória de 35 anos. E as perspectivas futuras também são bastante otimistas. A tendência sinaliza que a gestão da pós-graduação da Ufla está sintonizada no sentido de identificar e estimular as vocações e competências dos diversos grupos de pesquisa desenvolvendo ações para a criação de novos cursos para atender às demandas da sociedade.

FAÇA PARTE DESTA HISTÓRIA - Você também pode fazer desta trajetória, a sua história de sucesso. A cada semestre, a Ufla publica edital para interessados que desejam participar de um dos programas de pós-graduação oferecidos. A seleção para o primeiro semestre de 2010 começa em breve. Confira no cronograma abaixo:




Inscrições para os Programas de Pós-Graduação:

Período: 17 de agosto a 30 de setembro

Edital com as normas para inscrição e número de vagas será publicado em breve.

Outras informações no site www.prpg.ufla.br


 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.