Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Assinatura de acordo do programa de resíduos sólidos

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Sexta, 23 Outubro 2009 14:00 | Última Atualização: Sexta, 23 Outubro 2009 14:00
Um convênio firmado entre a Universidade Federal de Lavras (Ufla), através da Fundação de Desenvolvimento Científico e Cultural (Fundecc), e a Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) vai possibilitar a elaboração de um sistema adequado de tratamento de resíduos sólidos nos municípios que estão inseridos na área de abrangência da Superintendência Regional de Meio Ambiente do Sul de Minas. Como primeira atividade dessa parceria, será realizado o seminário “Diretrizes e Metas do Programa de resíduos Sólidos”, na próxima quarta-feira, dia 28, das 13h às 15:30h, no anfiteatro do Departamento de Agricultura.

 

O acordo, com vigência até dezembro de 2011, vem ao encontro das políticas públicas de melhoria na qualidade ambiental e tratamento dos esgotos sanitários em 30 cidades da região. A meta é que 60% da população urbana destes municípios estejam atendidas por um sistema adequado de tratamento e disposição final de resíduos sólidos. Além disso, os órgãos envolvidos neste programa pretendem reduzir em até 80% as áreas inadequadas de disposição final, que causam poluição e proliferação de doenças.

 

De acordo com o coordenador do programa, prof. Antônio Marciano da Silva, do Departamento de Engenharia (DEG), esses trabalhos já estão sendo realizados em alguns municípios da região. Para se ter uma idéia da abrangência e importância dessas atividades, apenas no ano passado foram eliminados os lixões de cinco municípios, beneficiando 187.320 habitantes, o que corresponde a aproximadamente 1% da população urbana do estado.

 

 “Estamos trabalhando juntamente com o governo do estado na busca de resultados efetivos para melhoria da qualidade ambiental e na disposição adequada dos resíduos sólidos urbanos e tratamento dos esgotos sanitários”, afirma o professor. Ele explica que inicialmente será necessária uma maior conscientização por parte dos gestores municipais sobre as diretrizes e metas do Programa de Resíduos Sólidos, enfatizando as ações previstas e as responsabilidades de cada cidade na implantação das medidas necessárias para erradicação dos lixões.

 

A expectativa da coordenação do programa é de que 30 prefeitos ou representantes de municípios da região participem do seminário “Diretrizes e Metas do Programa de resíduos Sólidos” que marcará, também, a assinatura do termo de adesão para o início efetivo das atividades.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.