Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

1ª defesa em programa de pós-graduação em recursos hídricos

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 29 Dezembro 2011 05:56 | Última Atualização: Quinta, 17 Fevereiro 2011 16:06
O engenheiro agrícola Maurício Cezar Resende Leite Junior defendeu no dia 15/2, no Laboratório de Hidráulica, a primeira dissertação do Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas.
 
Orientado pelo prof. Manoel Alves de Faria, do Departamento de Engenharia, o trabalho “Utilização de diferentes manejos de irrigação no cafeeiro arábica” foi avaliado pelos profs. Rubens José Guimarães, do Departamento de Agricultura, Elio Lemos da Silva, do DEG e pela bolsista de pós-doutorado júnior Mirian de Lourdes Oliveira e Silva.
 
O experimento
 
O Brasil é o maior produtor e o segundo maior consumidor mundial de café e a exportação desse produto representa uma significativa fonte de renda para o país. Em face disso, os produtores têm adotado novas tecnologias de condução e manejo da lavoura, como a irrigação, a fim de aumentar a produtividade e, consequentemente, a margem de lucro.
 
Maurício explica que “uma vez que o preço do café está atrelado à sua qualidade, uma forma de obter um produto final melhor é utilizar a irrigação, na tentativa de uniformizar a abertura floral do cafeeiro. No Brasil, é comum a ocorrência de duas a três floradas por ciclo de produção, o que ocasiona uma maturação desuniforme dos frutos, aumentando os gastos na colheita.
 
Na região de Lavras, a irrigação é utilizada de forma suplementar ou complementar e os fatores meteorológicos interferem diretamente na abertura floral do cafeeiro. Considerando esse fato, o trabalho teve por objetivo verificar a influência de diferentes manejos de irrigação na sincronização da abertura de flores e na produtividade do cafeeiro. A cultivar em estudo, Acaiá MG-1474, foi irrigada pelo sistema de gotejamento.
 
Por meio do experimento, concluiu-se que a irrigação no sul de Minas Gerais é essencial em períodos que ocorrem restrições hídricas na planta; os tratamentos de irrigação não apresentaram sincronismo na abertura de flores do cafeeiro, mas proporcionaram ganhos de produtividade nos anos de alta safra.
 
Entendendo o programa
O Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos em Sistemas Agrícolas (PPGRHSA) tem como objetivo central pesquisar as diferentes interações da água com os sistemas produtivos agrícolas, tais como engenharia de irrigação, manejo de culturas em regime de irrigação, hidrologia e conservação do solo e da água, tratamento de resíduos e qualidade de água para uso agrícola. Dessa forma, busca-se o uso racional dos recursos hídricos visando à manutenção do equilíbrio ambiental em bacias hidrográficas com o uso do solo voltado para a agricultura.
Assim, espera-se que o PPGRHSA possa contribuir com a efetiva formação de recursos humanos, tanto em nível de mestrado quanto de doutorado, com uma bagagem consolidada no contexto dos recursos hídricos e suas interações com a agricultura e o meio ambiente. Embora seja um programa recém-criado (início das atividades – mestrado e doutorado – em 2010), conta com um longo histórico de atuação na Pós-Graduação, uma vez que esse programa teve origem em um processo de desmembramento do Programa de Engenharia Agrícola da UFLA.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.