Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA assina acordo de cooperação para pesquisas em café no Cerrado Mineiro

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Terça, 19 Abril 2011 14:22 | Última Atualização: Terça, 19 Abril 2011 14:22

Na última quarta-feira (13), a Universidade Federal de Lavras (UFLA) firmou acordo de cooperação com o grupo Baiardi (propriedade cafeeira e Laboratório), em Monte Carmelo, no cerrado mineiro, dando início a um programa multidisciplinar de pesquisa para o café do cerrado.

O acordo foi assinado no Laboratório Labras, pelo reitor da UFLA, professor Antônio Nazareno Guimarães Mendes, acompanhado dos professores de Cafeicultura da UFLA, Rubens José Guimarães e Virgílio Anastácio da Silva, além de uma equipe de pesquisadores e estudantes.

A ação faz parte de um direcionamento para aproximação universidade-empresa, visando ao desenvolvimento de inovações tecnológicas para setores estratégicos da economia mineira. A parceria vem sendo avaliada desde meados de 2010, para levantamento de potenciais projetos de pesquisa envolvendo diferentes temáticas e ambientes de produção de café.

O acordo prevê ações de ensino, pesquisa e extensão com foco nos sistemas de plantio irrigado, condução e manejo da cultura, colheita mecanizada, sistema de industrialização e infraestrutura de análises químicas. Os projetos serão custeados pelo grupo Baiardi, com a disponibilização da estrutura e de mão de obra da Fazenda Juliana para condução dos experimentos. Os resultados das pesquisas serão utilizados em teses e dissertações de pós-graduandos da Universidade.

Na avaliação do professor Rubens, coordenador técnico do projeto, a cooperação deverá proporcionar estudos comparativos entre as regiões, favorecendo a construção do conhecimento para a sustentabilidade da cafeicultura em todo o Estado.

O reitor da UFLA, professor Antônio Nazareno, destacou que a equipe da Universidade conduzirá os estudos de forma a integrar as demais instituições de ensino e pesquisa do Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro, como a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e a Fundação de Desenvolvimento do Café do Cerrado (Fundaccer), que já são referências na região.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.