Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudo da UFLA sobre folhas da cenoura é destaque no Globo Repórter

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Sexta, 29 Julho 2011 11:22 | Última Atualização: Segunda, 25 Julho 2011 12:03
Uma receita de pão de queijo enriquecido com uma farinha feita a partir de folhas de cenoura. Este foi o resultado prático de uma pesquisa realizada no Departamento de Ciência dos Alimentos da Universidade Federal de Lavras (DCA/UFLA). O estudo faz parte de uma linha de pesquisa que busca encontrar soluções para o desafio de melhor aproveitar os recursos alimentícios disponíveis e manter o nível adequado de alimentação de uma população crescente. Com este enfoque, o trabalho de dissertação da nutricionista Gláucia Soares Pereira, que também rendeu vários artigos científicos, chamou a atenção da equipe do Globo Repórter, sendo destaque em programa especial na última sexta-feira (22), sobre o desperdício de alimentos e alternativas para o seu reaproveitamento. Com a orientação da professora Rosemary Gualberto Alvarenga Pereira, o estudo confirma que as folhas de cenoura podem ser aproveitadas na alimentação humana, como importante fonte de vitamin C, b-caroteno e minerais, sobressaindo-se o Cálcio e o Ferro. A pesquisadora Gláucia Pereira também concluiu que a folha de cenoura pode ser utilizada como boa fonte de fibras insolúveis, indicadas na prevenção de doenças gastrointestinais. O estudo é ainda mais importante tendo em vista que as deficiências minero-vitamínicas, principalmente as de vitamina A, riboflavina, folatos e ferro, podem ser considerados um problema de saúde pública, afetando os grupos mais vulneráveis da população. Cabe à ciência o desafio de encontrar alternativas de consumo, que além de aumentar o valor nutritivo de populações carentes, também seja uma forma de reduzir o desperdício de alimentos, como é o caso das folhas de cenoura, geralmente, desperdiçadas. Na avaliação da pesquisadora, o estudo da utilização integral de hortaliças no uso doméstico, bem como sua incorporação na elaboração de produtos industrializados, pode contribuir substancialmente para aumentar a disponibilidade de nutrientes, sendo uma fonte de baixo custo de proteínas, fibras, vitaminas e minerais. Assim, em vista dos problemas de desnutrição das populações menos favorecidas e do desperdício das folhas de algumas hortaliças, o estudo buscou caracterizar quimicamente a folha de cenoura, com o objetivo de avaliar a sua composição e determinar o seu potencial de utilização na alimentação humana. O estudo foi publicado na revista científica da UFLA Ciência e Agrotecnologia, volume 27, n 04, Augusto de 2003.  Confira a reportagem [youtube]9QXHP6THjrY[/youtube]