Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

MCTI lança publicação com ações estratégicas para próximos anos e atividades de 2011

Publicado: Quarta, 25 Fevereiro 2015 07:33 | Última Atualização: Quinta, 02 Fevereiro 2012 12:22
Cibele Aguiar
O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) elaborou a publicação Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2012-2015 e Balanço das Atividades Estruturantes 2011. O livro está disponível para leitura em PDF. O documento, organizado pela Secretaria Executiva, descreve os desafios, eixos de sustentação, programas prioritários, fontes de recursos e metas da estratégia nacional para os próximos quatro anos. Foram impressos três mil exemplares, a serem distribuídos entre segmentos representativos da sociedade, em especial entidades da área de ciência, tecnologia e inovação, comunidade científica e instituições de ensino e pesquisa em todo o território nacional. Além disso, uma versão digital em e-book estará disponível para o público em breve. O Programa Ciências sem Fronteiras (CsF) é um dos itens apresentados no balanço que integra a Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI) 2012-2015. De acordo com a publicação, expandir a liderança brasileira na economia da biodiversidade e reduzir a defasagem científica estão entre os desafios do governo para os próximos quatro anos. O capítulo sobre as atividades de 2011 destaca a formulação da ENCTI e programas e ações ligadas a desenvolvimento tecnológico e inovação, áreas de pesquisa e desenvolvimento, tecnologias para inclusão social, formação de recursos humanos, área espacial, área nuclear e gestão estratégica. Trata, ainda, do padrão de financiamento do setor e da execução dos recursos orçamentários da pasta. No balanço de 2011, o ENCTI cita também a expansão da linha de crédito da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a criação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação industrial (Embrapii), e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.