Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA, Epamig e Embrapa Arroz Feijão apresentam novas cultivares de arroz

Publicado: Quarta, 25 Fevereiro 2015 07:32 | Última Atualização: Sexta, 24 Fevereiro 2012 08:00
Cibele Aguiar
O Programa de Melhoramento Genético de Arroz, conduzido em Minas Gerais em uma parceria da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e Embrapa Arroz e Feijão, apresenta duas novas cultivares de arroz: BRSMG Rubelita (para plantio em várzeas) e BRSMG Caçula (cultivar superprecoce para plantio em terras altas). O lançamento será realizado em dia de campo, no dia 1º de março de 2012, na Fazenda Experimental de Lambari, Sul de Minas. A Caçula é a 13ª cultivar de arroz lançada pelo Programa de Melhoramento Genético de Arroz de Terras Altas, que tem a coordenação do professor do Departamento de Agricultura da UFLA (DAG/UFLA) Antônio Alves Soares. Caçula é a 1ª cultivar de arroz de terras altas do Brasil que utilizou a seleção recorrente como método de melhoramento, resultado de um trabalho de mais de 12 anos de cruzamentos e avaliações de campo. Possui grãos agulhinha e é recomendada para plantio em Minas Gerais, em condições de sequeiro tradicional e irrigado por aspersão. Segundo o professor Antônio Soares, entre os diferenciais da nova cultivar, destacam-se a precocidade, o alto rendimento de grãos inteiros no beneficiamento e o alto potencial para plantio na safrinha sob pivô central. Segundo ele, a cultivar Caçula é um dos materiais mais precoces já lançados no Brasil e com produtividade semelhante às melhores cultivares no mercado. “A precocidade permite reduzir o risco de cultivo no campo, por falta de chuvas, sendo indicada com especial atenção para o sistema de agricultura familiar”, explica, lembrando ainda que a colheita antecipada propicia aos agricultores vantagens de melhores preços do produto, já que a colheita ocorre no fim da entressafra, quando é maior a demanda pelo mercado. A cultivar Caçula ainda apresenta moderada resistência para importantes doenças da cultura do arroz, como brusone-na-folha, mancha-dos-grãos e mancha-parda. O Programa de Melhoramento Genético de Arroz tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por meio de aporte financeiro e bolsas de produtividade e iniciação científica. Dia de Campo – Novas cultivares de arroz para cultivo em terras altas e várzea Data: 1º de março de 2012 Horário: 8 às 11 horas Local: Fazenda Experimental da Epamig – Lambari - (Rodovia BR 460, Km 10 - Nova Baden) Informações: (35) 3271-1381 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.