Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Revistas Científicas da UFLA avançam na avaliação Qualis-Capes

Publicado: Quarta, 25 Fevereiro 2015 07:36 | Última Atualização: Sexta, 23 Março 2012 11:39
Cibele Aguiar
As revistas científicas da UFLA - Ciência e Agrotecnologia, Cerne, Infocomp Organizações Rurais & Agroindustriais e Coffee Science têm conquistado avanços que atestam o reconhecimento de sua qualidade editorial. A evolução pode ser confirmada na última avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior (Qualis-Capes), que acaba de ter algumas áreas em estratos atualizados. Destaque para as revistas Ciência e Agrotecnologia e Cerne, que foram classificadas nos extratos A2, B1 e B2 em diferentes áreas de conhecimento. As revistas Organizações Rurais & Agroindustriais e Coffee Science elevaram suas classificações, com destaque para o extrato B1 e B2 respectivamente, na área de Ciências Agrárias I. De acordo com o professor Renato Paiva, diretor da Editora UFLA e editor-chefe da Revista Ciência e Agrotecnologia, o esforço da equipe editorial e o investimento realizado na área de publicações científicas têm resultado em maior reconhecimento nacional e internacional. Na última edição do Journal Citation Reports (JCR 2010), da Thomson Reuters, que publica o índice de fator de impacto de revistas científicas em todo o mundo, a revista Ciência e Agrotecnologia elevou o índice de 0,448 para 0,567, atingindo a 5ª colocação entre todas as revistas brasileiras na área de Ciências Agrárias. A revista Cerne, que também tem fator de impacto JCR desde 2009, continua em destaque com índice de 0,238, um dos maiores índices para revistas brasileiras na área de Ciências Florestais. Na avaliação do editor-chefe da Coffee Science, professor Rubens José Guimarães, o trabalho criterioso de toda a equipe envolvida colaborou para que se atingisse esse padrão de qualidade. “A nova classificação vai propiciar mais espaço nos cenários nacional e internacional de pesquisa em café e, consequentemente, a merecida visibilidade às pesquisas cafeeiras realizadas no Brasil. Também vai permitir mais articulação de projetos e atividades colaborativas com novos parceiros. Pretendemos crescer, sempre”, destaca. Veja alguns destaques da última avaliação: Ciência e Agrotecnologia A2: Engenharias III (cursos de Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica); B1: Ciências Agrárias I  e Zootecnia/Recursos Pesqueiros; B2: Medicina Veterinária, Ciência dos Alimentos, Engenharias II, Biodiversidade e Geociências.   Cerne A2: Geografia; B1: Ciências Agrárias I e Engenharias III; B2: Engenharias II.   Coffee Science B2: Ciências Agrárias I   Organizações Rurais & Agroindustriais B2: Ciências Agrárias I  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.