Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudante e professor da UFLA são contemplados no Prêmio Capes de Tese 2011

Publicado: Segunda, 23 Fevereiro 2015 05:49 | Última Atualização: Segunda, 18 Junho 2012 13:53
Cibele Aguiar
[caption id="attachment_11727" align="alignright" width="300" caption="A pós-doutoranda Iara Guimarães desenvolve pesquisas com forte apelo ambiental"][/caption] A tese defendida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Agroquímica (DQI/UFLA), de autoria de Iara do Rosário Guimarães, e a tese do professor Gustavo Henrique Denzin Tonoli, do Departamento de Ciências Florestais (DCF/UFLA), estão entre as selecionadas para receber o Prêmio Capes de Tese Edição 2011.  A cerimônia de entrega dos prêmios será no dia 11 de julho, na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), em Brasília. A estudante Iara Guimarães, que cursou o Mestrado, Doutorado e agora o Pós-Doutoramento no mesmo Programa, sob a orientação do professor Luiz Carlos Alves de Oliveira, mantém a tradição da Universidade em figurar entre as melhores teses defendidas no país. A tese intitulada “Oxidação de compostos orgânicos contendo Nitrogênio e Enxofre empregando óxidos de ferro modificados”, desenvolvida na UFLA em parceria com a Petrobrás, resultou no desenvolvimento de processos alternativos para remoção de contaminantes da cadeia produtiva do petróleo. Com o objetivo de seguir a carreira acadêmica, Iara Guimarães ficou feliz com o reconhecimento de seu trabalho, mas ele não é o primeiro, já que sua Dissertação de Mestrado, também defendida na UFLA, foi selecionada na terceira edição do Prêmio Petrobras de Tecnologia, na categoria Refino e Petroquímica. A estudante atua em pesquisas com foco no desenvolvimento de novos materiais baseados em óxidos de ferro, catálise e cinética química, com aplicações tecnológicas e ambientais. Professor premiado O Prêmio Capes de Tese 2011 vem acrescentar ainda mais peso ao currículo do professor Gustavo Tonoli, que formou em Engenharia Florestal pela UFLA em 2003. A qualidade e o rigor técnico científico da tese intitulada “Fibras Curtas de Eucalipto para Novas Tecnologias em Fibrocimento” são comprovados pela indicação de Menção Louvor feita pela banca de defesa da tese, e por outros dois prêmios recebidos: 1o lugar no Prêmio Excelência em Construção Sustentável (Holcim & Antac); e 1o lugar “com louvor” na categoria Construção Sustentável do Prêmio Brasil de Engenharia 2010 (Sindicato dos Engenheiros no Distrito Federal). Desde 2011, o professor Tonoli leciona na UFLA a disciplina Nanotecnologia Aplicada a Madeira e Derivados da Madeira, quando tem a oportunidade de repassar o conhecimento adquirido no Mestrado e no Doutorado cursados na Universidade de São Paulo (USP), além dos estágios realizados principalmente na Espanha e França, considerados por ele como fundamentais para o amadurecimento e para o direcionamento das linhas de pesquisa que desenvolve. A tese premiada apresenta de forma clara e objetiva um trabalho interdisciplinar aplicado à engenharia civil para construções mais sustentáveis. Segundo o professor Tonoli, a motivação da pesquisa foi a oportunidade de avaliar o uso de polpas celulósicas de Eucalipto, que são biodegradáveis e de caráter renovável, em substituição à fibra de amianto em produtos de fibrocimento amplamente utilizados na construção civil. Ele comenta que o mercado brasileiro de fibrocimento corresponde a um volume financeiro de aproximadamente dois bilhões de reais anuais, referente à produção anual de 2,5 milhões de toneladas de telhas, caixas d’água e componentes pré-fabricados em geral. Entretanto, as novas tecnologias para produção de fibrocimento sem amianto requerem altos investimentos, algumas vezes impraticáveis na realidade dos países em desenvolvimento. Tradição Desde que foi instituído em 2005, a UFLA sempre esteve representada no Prêmio Capes de Tese, que outorga distinção às melhores teses de doutorado defendidas e aprovadas nos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Veja o histórico das teses que receberam distinção: 2006 Autor: Giuliano Marchi Orientador: professor Luiz Roberto Guimarães Programa de Pós-Graduação em Agronomia (DAG)   2007 Autora: Gláucia Maria Vasconcellos Vale Orientador: professor Robson Amâncio Programa de Pós-Graduação em Administração (DAE)   2008 Autor: Mônica Juliani Zavaglia Pereira (indicada ao Prêmio) Orientador: professor Magno Antônio Patto Ramalho Programa de Pós-Graduação em Genética e Melhoramento de Plantas (DBI) Autora: Kelen Cristina dos Reis Orientadora: professora Joelma Pereira Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos (DCA)   2009 Autor: Ederson da Conceição Jesus Orientadora: professora Fátima Maria de Souza Moreira Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo (DCS)   2010 Autor: Flávio Henrique Vasconcelos de Medeiros Orientador: professor Ricardo Magela de Souza e coorientadores, professor José da Cruz Machado (UFLA), Paul Pare (Texas Tech) e Alan Pomella (iniciativa privada). Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia