Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Livro editado por professora da UFLA sobre biologia de solos tropicais ganha versão em espanhol

Publicado: Terça, 18 Setembro 2012 09:59 | Última Atualização: Sexta, 14 Setembro 2012 12:50
Cibele Aguiar
O Manual de Biologia de Solos Tropicais, editado pela professora da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Fatima Maria de Souza Moreira (Departamento de Ciência do Solo – DCS) acaba de ser lançado em espanhol, por uma iniciativa do Instituto Nacional de Ecologia do México. A primeira versão da obra foi lançada em 2008, em Inglês, pela Editora Earthsacn – Inglaterra, intitulado “A handbook of tropical Biology”. Em 2010, foi lançada a versão em Português, ampliada e revisada, pela Editora UFLA.   O livro tem a edição da professora Fatima Moreira, em parceria com Jeroen Huising - diretor científico da área de Biologia e Fertilidade de Solos Tropicais do International Center for Tropical Agriculture (CIAT), em Nairobi (Kenia) e David Bignell, professor de Zoologia da Queen Mary University of London, Reino Unido. Na versão em espanhol (Manual de Biologia de Suelos Tropicales), constam os 11 capítulos da versão em inglês, em 350 páginas. Esses capítulos tiveram a autoria dos editores e de outros 23 autores de diversos países: Brasil, Inglaterra, Índia, Indonésia, Holanda, Quênia, Hungria e Costa do Marfim. Do Brasil, participam autores de diversas instituições: UFLA, Universidade Federal de Brasília (UNB), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e Universidade de Blumenau (Furb). Na UFLA, participam os professores Alcides Moino Júnior (DEN), Júlio Neil Cassa Louzada (DBI), Ludwig Heinrich Pfenning (DFP), Ronald Zanetti Bonetti Filho (DEN) e Lucas Abreu (pós-doctor). Segundo a professora Fatima Moreira, o manual prático descreve métodos de amostragem e análise laboratorial para a biodiversidade de uma série de importantes grupos funcionais de organismos do solo, incluindo insetos, minhocas, nematóides, fungos e bactérias. Os métodos fornecem uma base padronizada para caracterizar a biodiversidade do solo e os usos atuais do solo em agroecossistemas terrestres, naturais e seminaturais em florestas tropicais e às margens de florestas. Ela explica que o objetivo é avaliar a biodiversidade do solo em relação às práticas de uso atuais e históricas, tanto na escala de parcela quanto da paisagem e, posteriormente, identificar oportunidades para melhorar o manejo sustentável da terra por meio de introdução, manejo ou recuperação da biota do solo, reduzindo assim a necessidade de insumos externos como fertilizantes e pesticidas. O livro também contém recomendações extensivas sobre a manipulação dos espécimes e a identificação dos organismos em diversas categorias taxonômicas ou grupos funcionais.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.