Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA participa de evento nacional sobre parques tecnológicos e incubadoras de empresas

Publicado: Sexta, 28 Novembro 2014 08:24 | Última Atualização: Terça, 25 Setembro 2012 07:22
Cibele Aguiar
A Universidade Federal de Lavras (UFLA) esteve representada na comitiva da Rede Mineira de Inovação (RMI) e na Delegação das Incubadoras e Parques Tecnológicos de Minas Gerais no XXII Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e XX Workshop Anprotec, realizados no Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) – Foz do Iguaçu (PR), do dia 17 a 21 de setembro. O evento é uma realização da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), com o apoio do Sebrae.    Participaram do evento o assessor de Implantação do Parque Científico e Tecnológico de Lavras, professor Luís David Solis Murgas, e a gerente da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (Inbatec/UFLA), Manuela de Oliveira Botrel.  A participação no evento revela uma das prioridades da UFLA, que é atuar no movimento do empreendedorismo inovador, como agente de transformação do conhecimento gerado em produtos que afetam a qualidade de vida da sociedade. Em processo de implantação do Parque Científico e Tecnológico de Lavras, o evento representou uma oportunidade de conhecer outros modelos e de trocar experiências com os gestores dos Parques já em funcionamento no Brasil. Para o professor Murgas, é preciso estar atento aos ambientes de inovação e aos desafios impostos em cada território, visando, sobretudo, à criação de uma  rota de desenvolvimento regional por meio da articulação de competências e da criação de novos empreendimentos. Para Manuela Botrel, o seminário abriu diversas oportunidades de conhecer boas práticas, modelos e ações bem-sucedidas em diversas áreas do movimento de incubação no Brasil e no mundo. Ela destacou que a articulação entre autoridades, pesquisadores, empreendedores, servidores públicos e gestores de incubadoras e parques tecnológicos propiciou um rico debate sobre os desafios impostos à estruturação e manutenção dos ambientes de inovação, em especial, para garantir a sua sustentabilidade.  
Foto: site Anprotec
   

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.