Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA terá mestrado e doutorado em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares

Publicado: Terça, 30 Outubro 2012 12:51 | Última Atualização: Segunda, 15 Outubro 2012 12:35
Cibele Aguiar
A Universidade Federal de Lavras (UFLA) acaba de aprovar mais um programa de pós-graduação stricto sensu: Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, que recebeu o conceito inicial quatro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O Programa vai oferecer o curso em nível de mestrado e doutorado, com estimativa para início das atividades no primeiro semestre de 2013. O coordenador do Programa é o professor José Eduardo Brasil Pereira Pinto, do Departamento de Agricultura (DAG/UFLA), referência científica na temática. Ele explica que as linhas de pesquisa previstas no Programa atendem às diretrizes do Decreto Presidencial 5.813, de 22 de junho de 2006, que regulamenta a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. O Programa terá duas linhas de pesquisa: Cultivo e manejo sustentável de Plantas Medicinais e Bioatividade de Plantas Medicinais. O objetivo é formar profissionais com conhecimento aprofundado sobre a temática, com enfoque especial nos estudos que envolvem aspectos referentes a sistemas de manejo de espécies medicinais, produção vegetal e avaliações químico-biológicas. Para atender ao perfil multidisciplinar do curso, o corpo docente foi criteriosamente selecionado, formado por doutores com experiência em diferentes áreas da Agronomia, Ciências Farmacêuticas e Medicina Veterinária, oriundos de diversos departamentos da UFLA e por um pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).   Referência O Programa contará com a infraestrutura do Centro Avançado em Plantas Medicinais do Departamento de Agricultura, que compreende o Laboratório de Cultura de Tecidos de Plantas Medicinais, o Horto Medicinal (com mais de 400 espécies medicinais), o Complexo de Estudos em Fitoquímica e Química de Produtos Naturais, a Fazenda Gota da Esperança e a Farmácia Gota Esperança. Além da pós-graduação stricto sensu, a UFLA oferta há 11 anos o curso de Pós-graduação lato sensu, nível de especialização em “Plantas medicinais: manejo, uso e processamento”. A difusão e transferência de tecnologias nessa área também é uma preocupação da equipe de pesquisadores, que desenvolve projetos de extensão que incluem a orientação a produtores rurais, construção de hortos medicinais comunitários (farmácias-vivas) e promoção de eventos para a comunidade, como o UFLA na Praça: Semeando Saúde com as Plantas Medicinais. Além dessas ações, os pesquisadores têm empenhado esforços para instituir a Farmácia Gota da Esperança, um projeto que almeja a implantação de um Serviço Público de Fitoterapia na rede municipal de saúde, por meio de convênios entre UFLA e a Prefeitura Municipal.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.