Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudantes do ensino médio participam de projeto para aprendizado em genética

Publicado: Terça, 08 Janeiro 2013 13:18 | Última Atualização: Terça, 30 Outubro 2012 12:00
O Departamento de Biologia da UFLA (DBI) abriu suas portas para os estudantes do ensino médio de Lavras, através do projeto de extensão “Vamos ensinar genética brincando”. Por meio dele, membros do DBI visitam escolas lavrenses – públicas e privadas –, realizando palestras sobre a genética e sua implicação hoje e no futuro, e os estudantes vêm à UFLA, mais especificamente ao DBI. No dia 29, alunos do Colégio Cenecista Juventino Dias (CNEC) participaram do projeto, visitando a UFLA. Divididos em equipes, eles conheceram parte da estrutura do Departamento de Biologia e fizeram quatro dinâmicas, visando ao aprendizado e à demonstração de conhecimentos sobre citologia, genética e biologia. Entre os objetivos do projeto, estão a motivação dos alunos para o ensino de ciências e para a continuidade dos estudos, bem como a interação entre os estudantes do ensino médio e os da UFLA. Para o professor de Biologia do CNEC Tiago de Lima Pereira, a iniciativa permite uma aprendizagem fora do ambiente escolar metódico “e, com isso, pode-se avaliar o desempenho dos alunos com relação ao aprendizado passado na sala de aula, além de conhecer as aplicações da genética em itens utilizados no dia a dia”. Outro benefício do projeto foi ressaltado pelo estudante de Agronomia da UFLA Ricardo Andrade Pinto Júnior: “Os participantes ficam conhecendo mais sobre a produção dos alimentos, desde o trabalho dos pesquisadores até como os alimentos chegam às prateleiras. Esse contato dos estudantes com a Universidade também é muito importante”. O valor do projeto também foi reconhecido pelos alunos participantes, como Myrian Carvalho, do 3º ano: “É uma grande ajuda para a escola e para o Enem. E aprender brincando é sempre bom”, concluiu. Cerca de 25 professores, estudantes de graduação e pós-graduandos participam do projeto, que deve beneficiar quase dois mil alunos de Lavras. A coordenação é da pós-doutoranda Kátia Ferreira Marques de Resende, do programa de pós-graduação em Genética e Melhoramento de Plantas. [nggallery id=111]  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.