Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Retrospectiva 2012: os fatos que marcaram a UFLA durante o ano (3º quadrimestre)

Publicado: Quarta, 09 Janeiro 2013 13:07 | Última Atualização: Quarta, 02 Janeiro 2013 11:04
Setembro [singlepic id=5727 w=249 h=187 float=left]O terceiro quadrimestre de 2012 iniciou-se com a Semana Esaliana: nos dias seguintes à abertura oficial, em 31 de agosto, seguiram-se o churrasco do servidor, a Corrida Gammon-UFLA, diversas inaugurações, o marcante show do Teatro Mágico, o tradicional jantar do ex-aluno e o Jubileu de Ouro e Prata. Parte emocionante da Semana Esaliana foi a concessão do título Professor Honoris Causa a Eudes de Souza: há 50 anos, ele desobedeceu a uma portaria presidencial e não deixou que a Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL) fosse fechada. Durante a semana, também foram comemorados os 25 anos da Rádio Universitária. O Guia do Estudante 2013 divulgou sua avaliação dos melhores cursos de graduação do País e nele a UFLA manteve a pontuação máxima (5 estrelas) para os cursos de Agronomia, Administração, Zootecnia e Engenharia Florestal. Outros cursos também tiveram distinção. Em setembro, os professores da UFLA decidiram pela suspensão da greve e as aulas retornaram no dia 20. Antes, no dia 18, a Universidade recebeu a visita de um procurador da República, que enalteceu os avanços nos processos de seleção para pós-graduação. O projeto Cria Lavras tornou-se um Centro de Descoberta de Talentos da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Outro destaque no esporte foi a conquista do Campeonato Brasileiro 2012, na categoria geral, pela equipe de ginástica aeróbica da UFLA. Estudantes dos cursos de Engenharia da UFLA e de Lavras lançaram, no dia 28, o Núcleo Engenheiros Sem Fronteiras, organização não governamental em prol de projetos voluntários para o desenvolvimento sustentável em comunidades carentes. Outro avanço foi a aprovação de três projetos da UFLA no Edital de Apoio a Projetos de Extensão em Interface com a Pesquisa, da Fapemig. Outubro Boas notícias no campo da pesquisa abriram o mês: estudos realizados na Universidade sobre segurança alimentar, apresentados pelo professor Luiz Roberto Guimarães Guilherme, atraíram a atenção de diversos países. A produção científica da UFLA recebeu, em 2012, o dobro de investimentos para publicação em periódicos internacionais em relação ao 2011 – o que significou maior inserção da Universidade em publicações estrangeiras. Mais um programa de pós-graduação stricto sensu foi aprovado: em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares. O Programa vai oferecer o curso em nível de mestrado e doutorado, com estimativa para início das atividades no primeiro semestre de 2013. A professora Janice Guedes de Carvalho, do Departamento de Ciência do Solo (DCS), recebeu o Prêmio IPNI Brasil em Nutrição de Plantas, categoria pesquisador sênior. O prêmio representa o reconhecimento aos pesquisadores do País que contribuem para o desenvolvimento e promoção da informação científica sobre o manejo responsável dos nutrientes das plantas. Durante o mês, a UFLA adequou-se à Lei de Cotas e realizou adaptações para o Processo de Avaliação Seriada (PAS), Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e processo seletivo para o curso de Administração Pública, modalidade a distância. O mês ainda foi marcado pela entrega do Prêmio Sapientiae à UFLA, no dia 27, outorgado pela Organização das Américas para a Excelência Educativa (ODAEE). Na cerimônia, também foi entregue a medalha e diploma “Gestor de Qualidade” ao reitor José Roberto Scolforo. O Prêmio Jovem Cientista em Fruticultura, categoria doutor, foi vencido por uma doutora com tese defendid na Universidade e outra finalista também fez sua pós-graduação na UFLA. Novembro O mês foi marcado pela intensa participação de membros da UFLA em eventos internacionais, como a Conferência Internacional e Exposição de Ciência de Materiais e Engenharia, em Chicago (EUA), missão para ampliar a pós-graduação no Programa Ciência sem Fronteiras e Conferência Internacional de Ciência do Café, na Costa Rica. O Projeto Carrancas, desenvolvido pelo Núcleo de Estudos em Agroecologia, Permacultura e Extensão (Neap), foi selecionado como modelo pelo Ministério do Meio Ambiente e, devido às suas tecnologias socioambientais, integra a publicação “Boas Práticas em Educação Ambiental na Agricultura Familiar”, lançada em novembro. Entre os dias 26 e 30, a UFLA realizou simultaneamente os Congressos de Iniciação Científica (Ciufla), de Extensão (Conex) e de Pós-Graduação, durante o evento “Internacionalização da UFLA: oportunidades e desafios”. O número expressivo de trabalhos apresentados demonstrou a dimensão da pesquisa realizada na Universidade, enquanto a participação de pesquisadores nacionais e internacionais tornou o evento ainda mais relevante. A empresa Tbit Tecnologias e Sistemas, incubada na Inbatec/UFLA, foi considerada uma das 10 melhores startups do País, sendo finalista da Info Start (competição referência na área de tecnologia). No mês, o Prêmio Capes 2012 anunciou que uma tese defendida na UFLA, pelo doutor Sílvio Junio Ramos, foi a vencedora da área Ciências Agrárias 1. Na mesma categoria, a doutora Maria Cristina Silva (do programa de pós-graduação em Agroquímica) recebeu menção honrosa do Prêmio Capes de Tese 2012. A semana de recepção dos calouros foi iniciada no dia 23, com as aulas iniciando-se no dia 26. A ginástica aeróbica voltou a ser destaque com a participação na Copa Azteca Internacional e Campeonato Pan-Americano. Dezembro 07.12 Orgulho de ser UFLAEncerrando o ano de maneira extremamente positiva, a UFLA manteve-se como a terceira melhor universidade brasileira e primeira de Minas Gerais no Índice Geral de Cursos 2011, divulgado pelo MEC. O reitor da UFLA apontou dois fatores como relevantes: a avaliação dos novos cursos – o que demonstra o comprometimento de toda a comunidade e evidencia os esforços e investimentos da Direção Executiva – e o posicionamento acima de universidades brasileiras reconhecidas internacionalmente – que demostra que a UFLA caminha na direção certa. Rumo à internacionalização, a UFLA passou a fazer parte do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras, organização de vanguarda no debate sobre a internacionalização da Educação Superior e referência na promoção da integração interinstitucional e internacional. No mês, foram realizadas as aulas inaugurais do curso de Mestrado Profissional em Tecnologias e Inovações Ambientais, no dia 7, e da primeira turma do Direito, no dia 10. A participação de discentes em congressos e prêmios, neste final de ano, corroboram para o orgulho de ser UFLA e incentivam os demais discentes a ampliarem seus horizontes: International Conference on Environmental Bioinorganic and Toxicology Research (São Paulo), Prêmio Furnas Ouro Azul e Prêmio Fiat Educação.