Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

UFLA, Federação dos Cafeicultores do Cerrado e Sebrae articulam cooperação para Programa de Qualidade do Café

Publicado: Quinta, 31 Janeiro 2013 07:28 | Última Atualização: Segunda, 28 Janeiro 2013 14:34
28.01 cerradoRepresentantes da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, do Sebrae – MG (Agência de Apoio ao Empreendedor e Pequeno Empresário) e da empresa Agrocert Consultoria e Projetos participaram de reunião na quinta-feira (24), no Setor de Cafeicultura da Universidade Federal de Lavras (UFLA), para discutir a viabilidade de um acordo de cooperação técnica que prevê a participação da Universidade no Programa de Qualidade do Café para a Região do Cerrado Mineiro. A Federação dos Cafeicultores do Cerrado investe em uma nova fase de desenvolvimento, com o lançamento do Programa de Qualidade do Café, que visa a capacitar mais produtores e ampliar a oferta do produto em segmento diferenciado. O café do cerrado é reconhecido pelo mercado pelo selo de qualidade e pela Indicação Geográfica na modalidade Indicação de Procedência (IP), além de a região estar prestes a conquistar o registro na modalidade Denominação de Origem (DO), a primeira para o produto café no País, com pedido já depositado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A escolha da UFLA como parceira no Programa foi definida pelo diretor de marketing da Federação, Juliano Tarabal, em função da excelência da Universidade na temática café, envolvendo ações de ensino, pesquisa e extensão. A participação da UFLA, em sua avaliação, é ainda mais importante por reunir, na mesma instituição, especialistas de diferentes áreas do conhecimento. O Programa de Qualidade do Café vai envolver workshops com produtores, o treinamento e atualização de classificadores profissionais de nove cooperativas da Federação e a elaboração de um diagnóstico para definir o perfil de produtores e das cooperativas participantes. Representando a UFLA, participam da iniciativa os professores do Departamento de Agricultura (DAG) Virgílio Anastácio da Silva, Antônio Nazareno Guimarães Mendes e Rubens José Guimarães, além da participação da professora Rosemary Gualberto Alvarenga Pereira (Departamento de Ciência dos Alimentos - DCA), Luiz Marcelo Antonialli e Marcelo Márcio Romaniello (Departamento de Administração e Economia - DAE). Estudantes de pós-graduação também participam do projeto. Parceria em outras fronteiras De acordo com o assessor de relações interinstitucionais da UFLA, professor Nazareno, a UFLA desenvolve atividades de pesquisa e de transferência de tecnologia em cafeicultura há pelo menos três décadas na região do Cerrado, em parceria com a Epamig (Fazenda Experimental de Patrocínio-MG) e, mais recentemente, com o Grupo Baiardi (Fazenda Juliana), em Monte Carmelo-MG. Em sua avaliação, a parceria que será estabelecida com a Federação vai proporcionar a efetiva contribuição à permanente melhoria de qualidade do Café do Cerrado, aumentando ainda mais a produtividade das lavouras e tornando a região ainda mais sustentável no cenário do agronegócio dos cafés do Brasil. “Associar a centenária marca da UFLA à já tradicional marca do Café do Cerrado será, sem dúvida, mais uma importante parceria de ganha-ganha, dando aos nossos professores, pesquisadores e estudantes mais uma excepcional oportunidade de geração de conhecimentos, tecnologias e inovações em cafeicultura”, considera Nazareno. Na avaliação do professor Virgílio, a parceria vai aproximar ainda mais a Universidade de uma região que desenvolve um modelo de gestão e práticas agrícolas diferenciadas, representando uma oportunidade para ampliar a fronteira do conhecimento em novas linhas de pesquisa, com o envolvimento de estudantes de pós-graduação e a geração de dissertações e teses.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.