Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Estudante da UFLA no Ciência sem Fronteiras recebe distinção por desempenho nos EUA

Publicado: Terça, 26 Fevereiro 2013 06:10 | Última Atualização: Segunda, 18 Fevereiro 2013 13:44
18.02 evanise 1A estudante da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Evanise Penido foi convidada para participar da National Society of Collegiate and Scholars - NSCS - sociedade composta por estudantes de universidades de referência e que atingem alto desempenho e destaque acadêmico.  Ela estará em um seleto grupo de estudantes que se destacaram nos Estados Unidos, em instituições como Princeton University, University of California at Los Angeles, Cornell University e University of Delaware, onde a estudante acaba de cursar um ano de graduação no curso em Environmental Soil Science. Participar ativamente de pesquisas durante esse ano também foi um fator que contribuiu para a nominação da estudante na “Dean's List at the University of Delaware” no Fall Semester de 2012, distinção que honra estudantes de graduação como os melhores do semestre, quando atingem desempenho acadêmico, chamado Grade Point Average (GPA), com nota superior a 3,3 em uma escala de 0 a 4. Na UFLA, Evanise Penido é estudante do Curso de Química, sendo orientada pelo professor Luiz Roberto Guimarães Guilherme, do Departamento de Ciência do Solo (DCS) e, na Universidade de Delaware, recebe a orientação do professor Tom Sims e Angelia Seyfferth. [caption id="attachment_19613" align="alignleft" width="249"]Orgulho de ser UFLA e de participar do Ciência sem Fronteiras Orgulho de ser UFLA e de participar do Ciência sem Fronteiras[/caption] Fazendo bonito lá fora Evanise Penido é exemplo de um desempenho que tem chamado a atenção da comunidade científica internacional. Desde que o programa do governo federal Ciência sem Fronteiras foi lançado, cada vez mais estudantes da Universidade Federal têm agarrado a chance de conhecer universidades de renome internacional para o aprimoramento de sua formação profissional. Além disso, recebem uma dose de aprendizado cultural, ganham fluência no idioma de destino e voltam ao Brasil cheios de segurança para enfrentar com mais dinamismo os desafios do mercado. Porém, neste contexto, o que tem surpreendido a academia brasileira foi constatar que os jovens estudantes brasileiros têm se destacado em diversas áreas do conhecimento, recebendo distinções tradicionais e sendo convidados para permanecerem em instituições de referência para dar continuidade a importantes projetos de pesquisa, ensino ou extensão. Oportunidade bem aproveitada Por meio do programa Ciência sem Fronteiras, a jovem estudante da UFLA teve a oportunidade de mostrar que o esforço e dedicação podem resultar em um  desempenho superior, com a expansão de limites as fronteiras do conhecimento que somente a experiência de um intercâmbio no exterior pode ofertar. Isso porque os estudantes que participam do programa Ciência sem Fronteiras precisam superar diferentes limitações ao mesmo tempo em que estão sedentos por aproveitar uma oportunidade única, que certamente mudará o futuro profissional deles de forma significativa. Como membro da NSCS, Evanise Penido vai usufruir de vários benefícios ofertados pela sociedade, além de abrir portas para outras oportunidades como bolsas de pós-graduação e relações de pesquisa com outras universidades e professores. A estudante tem consciência da importância desse desempenho para a imagem do Brasil e também para o processo de internacionalização da UFLA, que passa a ser reconhecida em programas de pesquisa com impacto na arena científica internacional. Aporte para a formação O professor Luiz Roberto é um dos incentivadores para que os estudantes de graduação e pós-graduação possam usufruir da oportunidade de vivenciar e estudar um período fora do País, em universidades de destacado reconhecimento mundial. Orgulhoso do desempenho da estudante, cuja trajetória acompanha desde o início de sua graduação na UFLA, o professor enfatiza a importância do programa Ciência sem Fronteiras e a oportunidades que os brasileiros estão tendo para mostrar todo o potencial. “Certamente, esse exemplo dado pela Evanise e por outros estudantes que estão dentre aqueles com grau de excelência na UFLA tem levado o bom nome da nossa Instituição para os mais distantes locais do mundo, servindo de estímulo para que outros mais trilhem o mesmo caminho, permitindo assim que a UFLA possa ser cada vez mais reconhecida internacionalmente”, considera o professor. Em sua avaliação, trata-se de uma oportunidade única para que a UFLA possa alavancar diversos programas de dupla titulação ao nível de mestrado acadêmico com Universidades de renome mundial, pois estes egressos da graduação que tiveram bom desempenho no exterior certamente são fortes candidatos a desenvolverem projetos de pesquisa que resultarão em trabalhos e publicações de alto nível e de grande fator de impacto. “O resultado disso, obviamente, será o fortalecimento também dos programas de Pós-Graduação da UFLA, com sua consequente internacionalização. É um círculo virtuoso extremamente saudável para todos os envolvidos no processo”, reforça.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.