Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Projetos pedagógicos para os novos cursos de Engenharia são iniciados de forma colaborativa

Publicado: Segunda, 12 Agosto 2013 06:58 | Última Atualização: Terça, 06 Agosto 2013 07:45
comissão eng. 3De 31 de julho a 2 de agosto, a comissão encarregada de elaborar os projetos de criação dos novos cursos de engenharia se reuniu no Salão dos Conselhos (Prédio da Reitoria) para dar início aos trabalhos. Esta é a primeira vez que uma comissão multidisciplinar e interinstitucional é formada na Universidade Federal de Lavras (UFLA) para a construção de projetos pedagógicos inovadores e condizentes com o perfil de um novo egresso. Depois de três dias de intensa troca de experiências e discussões, ficou a percepção de que a Universidade está no caminho certo. Como desejou o reitor, professor José Roberto Scolforo, na abertura da reunião, a elaboração dos projetos tiveram início de forma colaborativa, de forma a incorporar as experiências da comunidade acadêmica da UFLA e de universidades já consagradas na área da Engenharia. Participaram da reunião e fazem parte da comissão de criação dos novos cursos os professores Derval dos Santos Rosa, da Universidade Federal do ABC (UFABC), José Aquiles Baesso Grimoni da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) e Luis Fernando Peres Calil, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Também participa da comissão o professor Francisco Antônio Rocco Lahr, da USP, que não esteve presente na reunião. A comissão, coordenada pelo assessor para o Desenvolvimento Acadêmico, João Chrysóstomo de Resende Júnior, é composta por professores da UFLA da área básica e especializada: Soraya Alvarenga Botelho (PRG), Marco Antônio Villarta Neder (PRG), André Luiz Zangiácomo (DEG), André Geraldo Cornélio Ribeiro (DEG), Francisco Carlos Gomes (DEG), Ricardo Rodrigues Magalhães (DEG), Wilian Soares Lacerda (DCC), Joaquim Quinteiro Uchoa (DCC), Zuy Maria Magriotis (DQI), Solange Gomes Faria Martins (DEX), João Domingos Scalon (DEX), Sérgio Martins de Souza (DEX) e Paulo dos Santos Pompeu (DBI). Participam ainda uma representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) Ana Cláudia Sátiro Araújo e um representante da Associação de Pós-Graduandos (APG), Marco Aurélio Dessimoni Dias. [caption id="attachment_24616" align="alignleft" width="294"]Professor Scolforo recepciona e orienta os trabalhos da Comissão Professor Scolforo recepciona e orienta os trabalhos da Comissão[/caption] Otimista com a criação dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia de Materiais, Engenharia Química, Engenharia de Telecomunicações e Engenharia de Computação, Scolforo reiterou o compromisso com a trajetória da Instituição e com a qualidade da formação técnica e cidadã. “Precisamos integrar as áreas já existentes, mas com foco na geração de conhecimentos e tecnologias que tragam inovação e desenvolvimento para o País”, destacou.   Inovação e mobilidade na formação profissional Uma das diretrizes levantadas pela comissão sinaliza para a construção de um projeto que terá como diferencial a entrada única para todos os novos cursos de Engenharia, que terão um conjunto comum de conteúdos curriculares fundamentais para a formação do engenheiro, chamado “tronco comum”. Na avaliação do professor João Chrysóstomo, este modelo dará mais mobilidade para um percurso formativo durante a graduação, com a possibilidade de o estudante fazer até mais de uma graduação no período. O chefe do Departamento de Ciências Exatas (DEX), João Domingos Scalon, está otimista com as possibilidades apresentadas e a forma como as propostas foram amplamente discutidas. “Existe a perspectiva de construção de ótimos projetos pedagógicos”, afirmou. Opinião semelhante ao do coordenador do curso de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas, professor Francisco Carlos Gomes: “Será um grande desafio e a realização de um sonho antigo”, destacou, enfatizando que a criação dos cursos de Engenharia se dão em um momento em que o mercado para esses profissionais está mais aquecido. Para o professor Derval Rosa (UFABC), é fundamental estabelecer qual o perfil e as competências esperadas do profissional que será formado nestes cursos, conscientes de que essa geração exige uma nova estrutura curricular, com liberdade de escolha e diferentes possibilidades de formação. [caption id="attachment_24617" align="alignright" width="249"]Professor Derval apresenta projeto inovador da UFABC Professor Derval apresenta projeto inovador da UFABC[/caption] Na avaliação do professor José Aquiles (USP), as discussões e trocas de experiências foram altamente produtivas. Ele orienta para a construção de um projeto pedagógico que leve em consideração a trajetória da instituição, aproveitando as áreas já consolidadas, incorporando experiências exitosas de outras universidades. “Os projetos devem ser constantemente atualizados para se adequar às demandas do mercado e permita a incorporação de inovações experimentadas por outras instituições”, reconhece. Todos os professores consideram que a UFLA está no caminho certo ao criar uma comissão interinstitucional e interdisciplinar para a discussão ampla de um novo modelo. Para o professor Calil (UFSC), a UFLA demonstra maturidade em seus projetos, elaborados com cuidado e parcimônia, com visões diferenciadas e grande chance de se alcançar um ótimo resultado. Próximos passos Ao final da reunião, foi procedida uma divisão de responsabilidades entre os membros da comissão para a formação do conteúdo comum para todos os cursos. Os projetos específicos para cada Engenharia serão trabalhados por subcomissões, responsáveis pela definição do perfil do egresso, currículo do curso e definição da infraestrutura necessária (física e humana). Os projetos pedagógicos deverão ser finalizados até o início de dezembro, quando passarão para apreciação e aprovação dos conselhos superiores. A adesão ao Sistema de Seleção Unificada (SiSU) deverá ocorrer em maio de 2014, com início das aulas no segundo semestre letivo.  

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.