Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Simpósio de Manejo de Doenças de Plantas foi aberto, na UFLA

Publicado: Quinta, 10 Outubro 2013 12:06 | Última Atualização: Terça, 08 Outubro 2013 07:15
simpósio manejo doenças plantasDe 8 a 10 de outubro, a UFLA sedia o XIII Simpósio de Manejo de Doenças de Plantas, que contempla, em sua programação, os desafios e perspectivas da patologia florestal. O simpósio é uma realização pioneira na área e, nesta edição, participam pesquisadores de renomadas instituições de ensino e empresas nacionais e internacionais. A abertura do evento ocorreu no Salão de Convenções, na manhã do dia 8, com a presença do reitor da Universidade, professor José Roberto Scolforo; do pró-reitor de Pós-Graduação, professor Alcides Moino Junior; do chefe do Departamento de Fitopatologia, professor Mário Sobral de Abreu; do coordenador do Programa de Pós-graduação em Fitopatologia , professor Eduardo Alves; da coordenadora do evento, professora Maria Alves Ferreira; e do coordenador geral do Núcleo de Estudos em Fitopatologia (Nefit), doutorando Willian César Terra. A professora Maria Ferreira deu as boas-vindas aos participantes, destacando o pioneirismo do evento e agradecendo, em especial, aos palestrantes internacionais. O professor Mário Sobral destacou o interesse que o tema suscita e a importância do Nefit e da UFLA para a área de manejo de doenças de plantas. Já os professores Alcides e Scolforo enalteceram o envolvimento dos núcleos de estudo, cujos membros se empenham além das pesquisas para realizarem eventos acadêmicos. Para o reitor da UFLA, essa dedicação ressalta qualidades como saber trabalhar em grupo e tomar iniciativas. simpósio manejo doenças plantas1Durante a abertura, o professor Scolforo afirmou que a UFLA tem contribuído bastante para o desenvolvimento recente das ciências florestais no Brasil – em especial, a partir de 1980, quando o curso de Engenharia Florestal se iniciou. Para o reitor, há uma distorção no entendimento da população em geral sobre a importância econômica da floresta de produção no País e esse mal entendido precisa ser desfeito – e as discussões do Simpósio podem contribuir para isso. O professor Scolforo proferiu a primeira palestra, falando sobre a expansão florestal brasileira. Para mais informações sobre o evento, acesse: www.nucleoestudo.ufla.br/nefit.