Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Professores eméritos da UFLA recebem homenagem como “heróis” da Revolução Verde

Publicado: Terça, 29 Outubro 2013 06:10 | Última Atualização: Terça, 15 Outubro 2013 08:03
[caption id="attachment_26827" align="alignleft" width="249"]Shceid e Paolinelli (primeiro e segundo à direita, respectivamente) recebem a homenagem. Scheid e Paulinelli (primeiro e segundo da direita p/ esquerda, respectivamente) recebem a homenagem.[/caption] Dois professores eméritos da UFLA estão entre os dez “heróis” da Revolução Verde: Alfredo Scheid Lopes e Alysson Paulinelli receberam o título, com uma homenagem, no dia 10 de outubro, durante o evento “Desafio 2050 – Unidos para Alimentar o Planeta”. O prêmio considerou a contribuição de Scheid e Paulinelli ao desenvolvimento da agricultura no Cerrado brasileiro. O evento foi o lançamento do Desafio 2050, um fórum de discussão sobre a produção de alimentos no Brasil no futuro: “Daqui a 40 anos, a população mundial será de 9,2 bilhões de habitantes e acredita-se que a agricultura do País possa ser a responsável pela produção de 40% dos alimentos. Daí, é preciso planejar o que precisa ser feito para que cheguemos a esse patamar”, explica o professor Alfredo Scheid. A iniciativa foi realizada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa). Durante o encontro, lideranças da cadeia produtiva de alimentos, junto de representantes de setores da sociedade, discutiram como a ciência e a inovação podem levar o Brasil a ser um fundamental produtor de alimentos para o mundo em 2050. Alfredo Scheid Formado na ESAL/UFLA em 1961 e professor da instituição a partir de 1962, Alfredo Scheid Lopes é uma das maiores autoridades mundiais em fertilidade de solos. Foi pioneiro ao pesquisar o solo de diferentes regiões do Cerrado brasileiro: durante seu mestrado e PhD no exterior (1971 a 75), analisou amostras vindas de 60 municípios, estudando os fatores limitantes à fertilidade do solo. Isso permitiu um levantamento das características de diferentes terrenos e a introdução de tecnologias de manejo para cada tipo de terra. Os conhecimentos científicos produzidos a partir de suas pesquisas levou ao desenvolvimento da agricultura no Cerrado e são utilizados em vários países da África e América do Sul. É professor emérito da UFLA e pesquisador emérito do CNPq, e sua produção científica possui o reconhecimento através de diversos prêmios, como o Prêmio Norman Borlaug, concedido pela Abag a personalidades que ajudaram a combater a fome no País e às melhores ideias para o desenvolvimento do agronegócio (o vídeo dessa premiação pode ser visto aqui). Alysson Paulinelli Engenheiro agrônomo formado pela ESAL/UFLA (1959), tornou-se docente (1960) e foi diretor da instituição de 1966 a 1971. Entre as experiências que o põem como um dos expoentes da agricultura nacional, destaca-se a sua especialização nos estudos sobre o potencial da região do Cerrado para a produção, com intenso apoio, pelas entidades pelas quais passou, à prática da agricultura em regiões de Cerrado – o que culminou com a Revolução Verde. A colaboração entre a academia e os agricultores, por melhores práticas, foi uma bandeira que defendeu pelas instituições onde esteve, como Ministério da Agricultura durante o governo Ernesto Geisel (1974 a 79), presidência da Confederação Nacional da Agricultura, chefia da Delegação Brasileira na Conferência Mundial de Alimentos da FAO e presidência da Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior do Brasil. Paulinelli foi um dos responsáveis pela criação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo desenvolvimento do Proálcool. Em 2006, recebeu o prêmio World Food Prize, que condecora personalidades que contribuíram significativamente para o aumento da qualidade e da quantidade de alimentos no mundo. Revolução verde O termo é utilizado para caracterizar um período de intenso desenvolvimento da agricultura brasileira, nas últimas quatro décadas, em que o Brasil passou de importador de alimentos para um dos maiores exportadores. Esse desenvolvimento ocorreu por meio de tecnologia e inovação, preservando mais de 60% da mata nativa. Veja aqui o vídeo em que o professor Scheid narra sobre sua história acadêmica: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=matv-ha9gJE O vídeo com o prof. Paulinelli será disponibilizado em breve, no endereço: www.revolucaoverde.com.
 Foto: Alf Ribeiro
 

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
Coronavírus Covid-19: É importante de informar e prevenir. ufla.br/coronavirus
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.