Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Projeto "Léo, o robô de Da Vinci" será encerrado amanhã, na E.E. Cristiano de Souza

Publicado: Segunda, 25 Novembro 2013 12:29 | Última Atualização: Quinta, 21 Novembro 2013 13:17
robo leonardo da VinciDurante os últimos meses, estudantes da Escola Estadual Cristiano de Souza trabalharam no projeto multidisciplinar “Leo, o robô de Da Vinci”. Realizando atividades envolvendo conhecimentos de matemática, engenharia, física e arte, as equipes tiveram como uma das tarefas recriar um protótipo idealizado por Leonardo Da Vinci, em formato de leão – o robô foi construído para homenagear o rei da França e era articulado para oferecer flores. O encerramento desse projeto, com exibição dos modelos, imagens e informações, será amanhã (22), às 8h30, no pátio da Escola Estadual Cristiano de Souza. As equipes serão avaliadas e a vencedora receberá um kit para montar o robô. O projeto teve como objetivo despertar nos estudantes o interesse pela engenharia. Motivando-os nas disciplinas básicas, espera-se que a evasão dos universitários nessa área seja reduzida, por meio de uma nova visão da profissão e de suas potencialidades. As atividades contaram com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da empresa VALE S.A. O professor Roberto Alves Braga Júnior, do Departamento de Engenharia (DEG), coordenou o projeto, que contou com uma equipe multidisciplinar: professores Ricardo Magalhães (DEG), Raphael Winckler de Bettio (Departamento de Ciência da Computação – DCC) e Ronei Ximenes Martins (Departamento de Educação – DED), além de graduandos em Engenharia de Controle e Automação. Participam ainda um professor da escola Cristiano de Souza e quatro estudantes selecionados. A importância do projeto, para o coordenador, é demonstrar que a carreira de engenheiro de controle e automação vai além do tecnicismo. Ao contrário, exige do profissional uma mentalidade aberta para a contextualização de cada obra de engenharia e a capacidade de solucionar de problemas complexos por meio de observação e interação com a natureza.
Com informações de Vivian Bruna Marcello - bolsista Ascom/DEG
 

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.