Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Convênio com a NMU pela parceria Capes/Fipse: 15 estudantes americanos estiveram na UFLA em 5 anos

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quarta, 23 Julho 2014 07:09 | Última Atualização: Terça, 15 Julho 2014 10:11
estudantes-americanos-dae2Os últimos cinco estudantes norte-americanos que vieram à UFLA pelo convênio com a Northern Michigan University (NMU), em vigência desde 2008 por meio da parceria Capes/Fipse, terminam suas atividades com o fim deste semestre letivo. Eles são a última turma beneficiada pelo convênio, que teve duração de cinco anos. Depois de chegarem à instituição em janeiro, os jovens estudaram a língua portuguesa e se envolveram em diferentes atividades acadêmicas. A coordenadora do convênio na UFLA e responsável por acompanhar os alunos, professora Cristina Lelis Calegário, diz que, ao todo, a instituição recebeu 15 estudantes americanos desde o início da cooperação. “A vinda desses alunos tem contribuído para o processo de internacionalização da UFLA em um aspecto diferente, a partir do momento em que cada um deles pôde conviver com os estudantes brasileiros que não tiveram oportunidade de sair de seu país”. Doze alunos da UFLA também já foram para NMU pelo convênio, que envolve, ainda, a Western Illinois University (WIU) e a Universidade Federal Rural do Amazonas (UFRA). Para a estudante americana Nichole Marie Klingler, integrante do grupo que finaliza as atividades na UFLA em julho, o tempo de permanência na universidade brasileira foi muito produtivo. “A experiência no Brasil foi maravilhosa. A universidade superou minhas expectativas: oferece cursos que não são oferecidos na minha instituição de origem e eu estava ansiosa por frequentá-los. As aulas foram interessantes e os professores foram compreensivos”. Ela relata também a admiração pelas paisagens que encontrou no Brasil, ao falar sobre a viagem feita com um amigo. “Eu queria fazer muitas fotos de tudo, mas nem as fotografias correspondem ao que se vê neste cenário”. Já Cody Bryan Malnor diz que tem sido divertido aprender uma nova cultura e um novo modo de vida. “O câmpus é lindo (...)  Eu fiquei muito surpreso por encontrar tantas pessoas falando inglês. Todos aqui têm sido acolhedores e prestativos com minhas tentativas de aprender o Português.”  Além de Cody e Nichole, fizeram parte desse último grupo os alunos Danielle Rae Pierre-Trettel, Alejandro Santiago Macias Sevde e Kathryn Marie Joseph.estudantes-americanos-dae A professora Cristina, que está ligada ao Departamento de Administração e Economia (DAE), avalia positivamente as trocas acadêmicas feitas nesses cinco anos, com o suporte da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal (Capes) e do Fund for the Improvement of Post Secundary Education (Fipse). “É impressionante o resultado que alcançamos com a cooperação internacional. Todos os alunos da UFLA egressos do programa estão ocupando posições de destaque nas mais importantes empresas do país e nos programas de pós-graduação. O mesmo se pode dizer a respeito dos alunos americanos. Nesta última turma, um deles já foi contratado pela Universidade do Arizona para fazer parte de uma equipe de pesquisa no estado do Pará. Acreditamos que o objetivo principal do Programa foi cumprido: preparar estudantes brasileiros e americanos para trabalhos altamente especializados, que requerem expertise em empreendedorismo, responsabilidade social corporativa e desenvolvimento econômico sustentável”. A parceria com NMU permanece Apesar do término do convênio que garantia bolsas da Capes e da Fipse para o intercâmbio de alunos de graduação da área de Administração, a parceria entre a UFLA e NMU continua. Está prevista para setembro a vinda do reitor, do diretor de assuntos internacionais e do chefe do Departamento de Business da instituição americana à UFLA para renovação da proposta de colaboração e extensão da parceria a outros departamentos da Universidade. Até o momento, apenas o DAE esteve incluído nas atividades da parceria. Nesta semana, sete mestrandos do Programa de Pós-graduação em Administração da UFLA foram para NMU, onde permanecerão por 40 dias. Eles não receberão bolsas, mas pagarão um pacote diferenciado, devido à parceria estabelecida entre as universidades.

 

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.