Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Cinema com Vida: Terra em Transe é o filme desta quarta (5/11)

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Quinta, 06 Novembro 2014 07:54 | Última Atualização: Terça, 04 Novembro 2014 12:29
terra-em-transeNesta quarta-feira (5/11), durante a mostra cinematográfica Cinema Novo Brasileiro, será exibido o filme “Terra em Transe”, de 1967, do cineasta Glauber Rocha. A sessão faz parte do projeto Cinema com Vida e tem início às 14h, no Museu de História Natural (MHN), com entrada franca. Na quarta-feira seguinte (12/11), no mesmo horário, os participantes irão se reunir para ler e discutir questões relativas à obra. A interação será mediada pela professora do Departamento de Educação (DED) Luciana Azevedo Rodrigues, acompanhada da estudante de Ciências Biológicas Pâmela de Andrade e do estudante de Educação Física Darlei de Souza. A mostra com os trabalhos de Glauber Rocha terá a quarta e última exibição em 19/11, com encontro para debate a ser realizado em 26/11. O filme será “Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro”. O projeto “Cinema com Vida” conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado Profissional), do Departamento de Educação Física, do Laboratório de Pesquisas Interdisciplinares sobre Corpo, Cultura e Educação (Paideia) e do MHN. Veja o folder do projeto, com a programação da mostra.   Sinopse de "Terra em Transe"* "Terra em Transe" é considerada a obra mais importante do cineasta por se tratar de um espetáculo poético e polêmico sobre o transe político pelo qual passam os países da América Latina. O filme tornou-se um clássico do cinema moderno, tendo conquistado, entre outros, o Prêmio da Crítica Internacional no Festival de Cannes de 1967. Na fictícia República de Eldorado, Paulo Martins é um jornalista idealista, e poeta, ligado ao político conservador em ascensão Porfírio Diaz, e à amante dele, a meretriz Silvia, com quem também mantém um caso, formando um triângulo amoroso. Quando Diaz se elege senador, Paulo se afasta e vai para a província de Alecrim, onde conhece a ativista Sara. Juntos eles resolvem apoiar o vereador populista Felipe Vieira para governador, na tentativa de lançarem um novo líder político, supostamente progressista, que guie a mudança da situação de miséria e injustiça que assola o país. Ao ganhar a eleição, Vieira se mostra fraco e controlado pelas forças econômicas locais que o financiaram, e não faz nada para mudar a situação social, o que leva Paulo, desiludido, a abandonar Sara e retornar à capital, onde volta a se encontrar com Silvia. Aproxima-se de Júlio Fuentes, o maior empresário do país, e lhe conta que o presidente Fernandez tem o apoio econômico de uma poderosa multinacional que quer assumir o controle do capital nacional. Quando Diaz vai para a disputa da Presidência com o apoio de Fernandez, Fuentes cede um canal de televisão para Paulo, que utiliza o recurso para atacar o candidato. Vieira e Paulo se unem novamente na campanha para a presidência, até que Fuentes trai ambos e faz um acordo com Diaz. Paulo quer partir para a luta armada, mas Vieira desiste. Direção e roteiro: Glauber Rocha Elenco: Glauce Rocha, Hugo Carvana, Jardel Filho, José Lewgoy, Paulo Autran, Paulo Gracindo Produção: Carlos Diegues, Luiz Carlos Barreto, Zelito Viana Fotografia: Luiz Carlos Barreto
* Informações encaminhadas à Ascom pelo projeto Cinema com Vida.