Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Dia Nacional de Urubuzar terá mais de 100 pontos de mobilização no País – veja como salvar a fauna brasileira

Publicado: Segunda, 17 Novembro 2014 06:36 | Última Atualização: Terça, 11 Novembro 2014 06:40
urubuzarO atropelamento é uma ameaça séria para a fauna brasileira. Milhões de animais são atropelados a cada ano nas estradas brasileiras, muitos deles de espécies ameaçadas de extinção. Dados do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas da Universidade Federal de Lavras (CBEE – UFLA) mostram que todos os anos mais de 450 milhões de animais silvestres são atropelados nas estradas brasileiras. Pensando em reduzir essa triste estatística, o CBEE desenvolve uma série de estudos e ações que têm alertado a população sobre a importância de medidas mitigadoras para evitar essas mortes. No dia 15 de novembro, será realizada uma das maiores campanhas de conservação da vida silvestre no Brasil: o Dia Nacional de Urubuzar. Essa campanha faz alusão ao Sistema Urubu, aplicativo para celular desenvolvido na UFLA, que permite a qualquer cidadão contribuir para a proteção de animais silvestres. Veja como você pode participar: Dia Nacional de Urubuzar Para realizar essa ação, o CBEE fez uma parceria com a Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB) e o Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, ampliando a abrangência da campanha para todo o País. Ao todo, mais de 100 instituições irão realizar ações simultâneas para divulgar o Sistema Urubu e conscientizar o público do impacto dos atropelamentos na biodiversidade, entre elas, 56 zoológicos brasileiros (Confira as instituições que já aderiram ao movimento). Na UFLA, 130 estudantes estão envolvidos na Campanha e terão ações na Praça Augusto Silva (Confira as ações previstas para Lavras). O lançamento da Campanha será realizado no dia 14 de novembro, no Parque Nacional do Iguaçu, com uma palestra do professor Alex Bager (DBI/UFLA), coordenador do CBEE e idealizador do Sistema Urubu. O Sistema Urubu dia-nacional-urubuzarDisponível gratuitamente para Android e iOS, o Sistema Urubu é muito simples e com alta aplicabilidade. Para utilizar o sistema, o interessado pode fazer o download em seu smartphone e, ao encontrar um animal silvestre atropelado, basta fotografar para que a posição geográfica e a data sejam enviadas automaticamente para o banco de dados do CBEE. O Sistema Urubu é constituído por três partes: o aplicativo Urubu Mobile coleta os dados, a plataforma Urubu Web faz a gestão de dados e o Urubu Map disponibiliza as informações em um mapa interativo. Com pouco mais de sete meses desde seu lançamento, o Sistema já conta com mais de cinco mil usuários em todo o País. O diferencial do sistema é que os usuários não precisam ser especialistas, pois todas as fotos são validadas por uma equipe de pesquisadores de todo o Brasil. Segundo Alex Bager, essa é uma forma de obter um mapeamento confiável para uso no planejamento, gestão e desenvolvimento de políticas públicas. O professor Alex Bager (DBI/UFLA) destaca que o sistema é pioneiro no Brasil e faz parte de uma nova geração de ações conservacionistas. “Cada pessoa, tendo esse aplicativo em mãos, tem o poder de fazer a diferença. Quanto mais pessoas forem mobilizadas, mais exatos serão os dados e as medidas que podem ser tomadas para reverter o alto índice de atropelamentos nas estradas brasileiras. Criamos uma rede em que as atividades têm um impacto real na proteção dos animais silvestres”, destaca o professor. Triste realidade [caption id="attachment_72282" align="alignright" width="249"]O cartunista Armandinho é voluntário neste movimento, fazendo sucesso em diversas tirinhas sobre a temática O cartunista Armandinho é voluntário nesse movimento, fazendo sucesso em diversas tirinhas sobre a temática[/caption] A maior parte dos atropelamentos é de animais pequenos - 390 milhões de sapos, pererecas, cobras, roedores, pássaros e outras aves. Os acidentes com bichos de médio porte somam 55 milhões (gambás, furões, jaritatacas, lebres, jiboias, jabutis, macacos, tatus e aves maiores, como anu-branco, pombas, corujas e gaviões). “Anualmente mais de cinco milhões de animais de grande porte, entre antas, capivaras, cachorros-do-mato, gatos-do-mato, lobos-guará, onças, veados morrem nas estradas brasileiras”, afirma Alex Bager, coordenador do CBEE. Segundo Alex Bager, os atropelamentos ocorrem em todas as rodovias, estradas e ferrovias, sendo impossível a presença de pesquisadores em todos os casos. Pensando nisso, o CBEE idealizou o Sistema Urubu, em que qualquer pessoa pode colaborar com informações e reduzir o impacto das rodovias na biodiversidade brasileira. Informações sobre o Dia Nacional de Urubuzar e impactos de atropelamento na fauna selvagem, acesse: Portal CBEE   Mapa de atropelamentos  Facebook do CBEE Facebook Dia Nacional de Urubuzar Facebook do Grupo de Discussão do Dia Nacional de Urubuzar  Facebook do Sistema Urubu  [caption id="attachment_72286" align="aligncenter" width="612"]Estudantes da UFLA se preparam para as ações de mobilização do Dia Nacional de Urubuzar Estudantes da UFLA se preparam para as ações de mobilização do Dia Nacional de Urubuzar[/caption]