Ir direto para menu de acessibilidade.
Atenção! Você está acessando um arquivo automático de notícias e o seu conteúdo pode estar desconfigurado. Acesse as notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.

Reitor da UFLA participa de reunião no Itamaraty para fortalecer Plano de Internacionalização

Escrito por Cibele | Publicado: Terça, 09 Dezembro 2014 09:31 | Última Atualização: Terça, 02 Dezembro 2014 15:18
[caption id="attachment_75005" align="alignleft" width="249"]Na foto, o diretor-executivo do IBA, Haroldo Cunha, o reitor da UFLA professor Scolforo, o embaixador e diretor da ABC, Fernando de Abreu e o diretor-técnico do IBA, Gustavo Prado  Na foto, o diretor-executivo do IBA, Haroldo Cunha, o reitor da UFLA professor Scolforo, o embaixador e diretor da ABC, Fernando de Abreu e o diretor-técnico do IBA, Gustavo Prado[/caption] O Plano de Internacionalização da Universidade Federal de Lavras (UFLA) tem duas vertentes importantes: não apenas buscar o conhecimento em universidades de referência em países do primeiro mundo, como também difundir tecnologias e processos capazes de transformar a realidade de populações em países africanos e sul-americanos. Na sexta-feira (28/11), o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, esteve reunido no Ministério das Relações Exteriores – Itamaraty – para apresentar alguns projetos em sinergia com a missão da Agência Brasileira de Cooperação Internacional – ABC e com o Instituto Brasileiro do Algodão (IBA). O reitor foi recebido pelo embaixador e diretor da ABC, Fernando José Marroni de Abreu; pelo diretor-executivo do IBA, Haroldo Rodrigues Cunha e pelo diretor-técnico Gustavo Prado. A reunião foi motivada para a apresentação de uma nova proposta para a replicação do projeto intitulado “Capacitação e Transferência de Tecnologia na Cultura do Algodão”, coordenado pelo professor Antônio Carlos Fraga, do Departamento de Agricultura (DAG/UFLA). O referido projeto incluiu um curso ministrado na Universidade, de março a julho de 2014, para 30 profissionais de Angola, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe. [caption id="attachment_75007" align="alignright" width="249"]Professor Antônio Fraga ministra aula em Moçambique Professor Antônio Fraga ministra aula em Moçambique, dentro do projeto de Capacitação e Transferência de Tecnologia na Cultura do Algodão. Professor Pedro Castro Neto também participou do treinamento na África.[/caption] Na reunião realizada no Itamaraty, Scolforo apresentou os diferenciais da UFLA e as ações previstas no Plano de Internacionalização. Entre as propostas apresentadas, a possibilidade de replicar o projeto de capacitação para agricultores de países africanos e sul-americanos, incluindo conteúdos para  países de língua portuguesa, inglesa, francesa e espanhola. Também foi abordada a possibilidade de instalação de um Programa de Qualidade do Algodão, que serviria de referência para transferência de tecnologias e capacitação. Ainda sobre o projeto, foi apresentada a possibilidade de ampliar a capacitação para o nível de uma pós-graduação, que também seria destinada a países africanos no âmbito do programa de cooperação Sul-Sul do Brasil, entre Brasil e África. Além da cultura do algodão, o reitor da UFLA reforçou a excelência da Universidade na área agronômica e florestal. Outro ponto colocado em pauta, foi a reconhecida expertise da UFLA para a implantação de um Zoneamento Econômico Ecológico em países da África, similar ao projeto que a UFLA desenvolveu para o Estado de Minas Gerais e Espírito Santo. Histórico de Excelência A UFLA também é referência em tecnologia para a República Democrática do Congo (RDC), no âmbito do Projeto Vozes da África. Coordenado pelo professor Gilmar Tavares, o projeto de capacitação em Agroecologia, Agricultura Familiar e Extensão Universitária teve início em 2011, com o apoio e financiamento da ABC, e sucesso reconhecido pelo Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty. Ainda no escopo do projeto de Capacitação e Transferência de Tecnologia na Cultura do Algodão, os professores Antônio Fraga e Pedro Castro Neto (DEG/UFLA) participaram de visita técnica à África, no período de 4 a 16 de novembro, para complementarem o curso de capacitação com aulas práticas e expositivas. Eles visitaram duas regiões de Moçambique - Nampula, principal região produtora de Algodão e Maputo – a capital do país, onde tiveram a oportunidade de conhecer o Instituto Nacional do Algodão.